Muffato anuncia empreendimento

Sinomar

Diretor do grupo, Ederson Muffato, falando sobre o projeto para o prefeito Ed Thomas e o vice Izaque Silva

COLUNA - Sinomar

Data 16/01/2021
Horário 04:45
Foto: Marcos Sanches
Projeto foi apresentado ao prefeito e vice
Projeto foi apresentado ao prefeito e vice

Ederson Muffato, presidente do Grupo Muffato, foi recebido ontem de manhã pelo prefeito Ed Thomas e o vice Izaque Silva, para quem confirmou a implantação do quarto empreendimento na cidade. Este contemplará toda zona norte, inclusive os quatro distritos, sendo Montalvão, Floresta do Sul, Eneida e Ameliópolis. Segundo o diretor do grupo, Ederson Muffato, serão R$ 40 milhões injetados para implantação do empreendimento em Prudente, que gerará 300 empregos diretos e outros 200 indiretos para construção do espaço.

Foto: Marcos Sanches

Projeto da nova unidade do grupo Muffato, na zona norte da cidade: investimento de R$ 40 milhões

BOM DIA
Os elogios não me elevam, as criticas não me rebaixam... sou o que sou e não o que acham. (Maria Valadas)

WHATSAPP
Muito se tem falado quanto às mudanças que estão por acontecer nas regras de privacidade e compartilhamento do WhatsApp. Importante esclarecer que, de acordo com a empresa de aplicativo de troca de mensagens, as novas regras irão afetar "apenas as mensagens enviadas para contas empresariais. Ou seja, as informações de contas não corporativas não teriam qualquer mudança. Um segundo ponto é: quais seriam as informações compartilhadas? Informações como nome, telefone, sua agenda de contatos, modelo do telefone, operadora, IP (que permite identificar sua localização), fotos, status, dentre outros. As mudanças devem ocorrer a partir de 8 de fevereiro e aqueles que não concordarem com os novos termos têm a opção de não continuar utilizando os serviços do aplicativo.  

TILÁPIA
O Mato Grosso do Sul vai inaugurar a primeira indústria frigorífica de pescados na produção de tilápia enlatada do Brasil, em 2022. A fábrica deverá ser construída no município de Itaporã, a 232 quilômetros de Campo Grande, por R$ 20 milhões. O Estado é hoje o maior exportador de tilápia do Brasil e os investimentos na piscicultura têm se mostrado promissores.
 

Veja também