Multinacional da saúde investe forte no interior paulista

Contexto Paulista

COLUNA - Contexto Paulista

Data 21/12/2019
Horário 05:47

O grupo alemão Sarstedt, de equipamentos e consumíveis para a ciência e medicina, inaugurou semana passada, em Porto Feliz, sua primeira fábrica na América Latina, com a geração de 120 empregos. Instalada em um espaço de 7.000 m² (metros quadrados) e com um investimento de cerca de R$ 90 milhões, a unidade vai sediar também o centro de distribuição e escritório administrativo da empresa no Brasil, onde já atua comercialmente há 20 anos. As informações são da agência InvestSP, do governo do Estado, que deu assessoria para a empresa encontrar o terreno, além de informações estratégicas para que a empresa fizesse a opção por investir no Estado de São Paulo.

Mercado em expansão

Um dos principais players mundiais em desenvolvimento, produção, venda e manutenção de produtos e equipamentos médicos e laboratoriais, a Sarstedt passa a produzir localmente tubos de transporte de sangue e o pioneiro sistema de coleta de sangue S-Monovette, além de soluções completas de analíticos, coletas de amostras de urina, fezes, saliva e DNA. “O Brasil é considerado o 8º maior mercado de saúde no mundo e, além disso, vemos um envelhecimento da população nas regiões Sudeste e Sul, o que eleva o número de exames e análises clínicas”, afirma o diretor geral da Sarstedt no Brasil, Jörg Dreisewerd.

Investimentos em Sorocaba

A empresa Tamboré Alumínios pretende se instalar em Sorocaba no primeiro semestre de 2020. Especializada na fabricação de perfis de alumínio, a nova unidade deve gerar 60 empregos – 50 diretos e outros dez indiretos. A informação é do “Cruzeiro do Sul”, de Sorocaba. A empresa pretende investir R$ 30 milhões no município. Segundo o diretor da Stopar Holding Ltda, Carlos André Stoiahov, até o meio do próximo ano, a Tamboré Alumínios já estará instalada em Sorocaba. A unidade industrial terá mais de 8 mil metros quadrados de área construída, em um terreno de 45 mil metros quadrados.

Cresce número de empresas

O número de empresas abertas no país em outubro deste ano aumentou 30,8% ante o mesmo período de 2018, com o surgimento de 307.443 novos empreendimentos, quase 10 mil por dia, segundo levantamento da Serasa Experian. O acumulado de janeiro a outubro foi de 2,6 milhões, 23,1% a mais do que a soma de janeiro a dezembro de 2018, quando o volume foi de 2,5 milhões. As empresas do setor de serviços apresentaram variação de 26,6%, seguidas por indústrias (18,2%) e comércio (13,1%).

Bom desempenho

A indústria teve bom desempenho no mês de novembro, atingindo resultados acima do comum para o mês, segundo conclusão do estudo Sondagem Industrial, desenvolvido mensalmente pela Confederação Nacional da Indústria e divulgado na quinta-feira. Na avaliação do economista da confederação Marcelo Azevedo, o resultado mostrou uma mudança de marcha na recuperação da indústria, que vinha lenta, em outubro mostrou força e foi confirmada em novembro. “O mês não é de atividade muito forte, mas houve aumento em relação a outubro que não é comum”, diz ele.

Turismo em alta

O turismo brasileiro gerou 24.902 empregos formais nos 12 meses encerrados em outubro deste ano, com aumento de 330% em relação aos 12 meses imediatamente anteriores, encerrados em outubro de 2018. De acordo com o presidente da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), José Roberto Tadros, o resultado da análise reflete a recuperação do setor em sintonia com a melhora gradual da economia do país. “Grande parte do bom desempenho do mercado de trabalho do turismo, acentuado no segundo semestre deste ano, reflete a estabilidade de preços, com a inflação em declínio, a diminuição das taxas de juros e o impacto favorável da liberação do FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço] sobre o consumo, além da estabilidade do dólar na maior parte do período”, disse Tadros.

E mais

  • A economia brasileira consolidará o processo de retomada do crescimento em 2020, com aumento de 2,5%, depois de expansão de 1,2% neste ano, segundo projeção divulgada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), no Informe Conjuntural Economia Brasileira.
  • Beneficiada pelo comércio e pelos serviços, a criação de empregos com carteira assinada atingiu, em novembro, o oitavo mês seguido de crescimento. 99.232 postos formais de trabalho foram criados no último mês no país.
  • O ICI (Índice de Confiança da Indústria brasileira) cresceu três pontos na prévia de dezembro na comparação com o resultado consolidado de novembro. O indicador subiu para 99,3 pontos, o maior valor desde julho de 2018 (99,5 pontos).
  • Pesquisa realizada na Faculdade de Ciências Aplicadas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), pelos laboratórios de Ciência e Tecnologia de Polímeros e de Biotecnologia, conseguiu produzir e avaliar o grau de toxicidade de um novo biomaterial que apresentou resultados promissores para futuras aplicações na regeneração de tecidos ósseos.
Publicidade
eixosp

Veja também