Músculos: importância e limites

Jair Rodrigues Garcia Júnior

Segredo do ganho é utilizar o princípio da sobrecarga

Os músculos podem ser percebidos de forma diferente pelas pessoas e por algumas nem são percebidos, a não ser quando há uma lesão e limitação de movimentos. 1) Sustentação, 2) movimentação, 3) locomoção, 4) capacidades funcionais, 5) queima de gordura, 6) manutenção do peso, 7) controle da inflamação sistêmica, 8) prevenção de doenças, 9) maior longevidade e 10) estética. Com qual destas funções você associa os músculos?

GANHO DE MÚSCULOS
Não é preciso ser musculoso como um fisiculturista, porém ter um pouco mais de músculos do que a média para sua idade, seja você adulto ou idoso, é muito desejável. Reveja as funções 4 a 9 acima, pois elas justificam o ganho e a manutenção dos músculos em atividade regular com esforços mais vigorosos do que aqueles do cotidiano.

CRENÇAS ANTIGAS
Ainda perduram, inclusive entre profissionais de saúde. Isso prejudica a saúde dos pacientes. “Mulher musculosa é feia”, “crianças e idosos não podem levantar pesos”, “musculação é apenas para jovens e atletas”. Um ciclo vicioso comum: o idoso tem a musculatura enfraquecida, tem dificuldade de locomoção, de sentar, de pegar pequenos pesos e é “poupado” de esforços. Não sobe escadas, não carrega uma sacola de mercado com 2kg etc. Fica mais fraco, mais frágil, mas dependente e mais doente. Deveria ser mais estimulado e não “poupado”.

GANHOS RÁPIDO E LENTO
Com o treinamento adequado o ganho de músculos pode ocorrer em poucas semanas. Os músculos se adaptam, acumulam mais creatina, glicogênio (um carboidrato), proteínas, aminoácidos e água. Tudo isso aumenta o volume em cada fibra muscular, mas também pode ser perdido em poucas semanas de sedentarismo. Já, ao longo de meses e anos, aumentam gradativamente as proteínas contráteis das fibras, o que aumenta o volume dos músculos e de forma mais permanente.

SEGREDO DO GANHO
É utilizar o princípio da sobrecarga (estímulos crescentes), ou seja, sempre procurar aumentar as cargas, intensidade ou repetições no treinamento (musculação, por ex.) para estressar os músculos e provocar continuamente as adaptações e ganhos.

LIMITE GENÉTICO
Em geral, 80% das pessoas não têm condições para ficar exageradamente musculosa. Neste ponto, por favor, não seja ingênuo de pensar que os indefensáveis esteroides anabolizantes podem contornar essa limitação. Os limitadores: a proporção de fibras brancas (aquelas que mais aumentam) na constituição dos músculos (a maioria tem apenas 30-40%) e a produção de miostatina, uma proteína que freia o aumento dos músculos.

Veja também