Publicidade

Nova regra proíbe que policiais usem o golpe 'mata-leão' em ocorrências

Conforme a SSP, a PM realiza estudos permanentes para aprimorar seus procedimentos operacionais e administrativos

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 03/08/2020
Horário 11:41
Divulgação/PMESP - Suspensão da chave cervical é o primeiro resultado para aperfeiçoar o serviço Foto: Divulgação/PMESP - Suspensão da chave cervical é o primeiro resultado para aperfeiçoar o serviço

A Polícia Militar do Estado de São Paulo criou um grupo de estudos formado por especialistas para analisar as mais modernas e eficientes técnicas de contenção durante as detenções de suspeitos. A medida busca aperfeiçoar ainda mais a prestação de serviço à sociedade e modernizar os protocolos de atuação.

O primeiro resultado do estudo foi a suspensão da chave cervical, conhecida popularmente como “mata-leão”, que não será mais utilizada pelos policiais. 

Conforme a SSP (Secretaria de Segurança Pública), a PM realiza estudos permanentes para aprimorar seus procedimentos operacionais e administrativos.

"Todos os policiais passam por rigoroso treinamento, com estágios de aperfeiçoamento que são realizados periodicamente", salienta. O policial aprende diversas técnicas de defesa pessoal, as quais continuarão sendo usadas sempre que necessário. 

Vale destacar que a PM também investe constantemente em equipamentos de menor potencial ofensivo, que são colocados à disposição do policial  a fim de garantir a eficiência na prestação do serviço.

SAIBA MAIS

O mata-leão ou chave cervical é um tipo de técnica de imobilização em que uma pessoa faz uso de suas mãos, braços ou pernas contra o pescoço de uma outra pessoa, aplicando uma pressão que pode provocar o estrangulamento, a asfixia e até levar à morte.

Veja também