Onda de calor: é preciso alguns cuidados!

EDITORIAL -

Data 10/10/2020
Horário 04:10

A onda de calor é muito grande. Dias intensos, com altas temperaturas, ar seco, umidade baixa. Termômetros que chegam a mais de 40 graus e com sensação térmica que vão muito além disso. Segundo material veiculado neste diário, é possível que essa onda de calor que chegou à região seja a mais quente dos últimos 30 anos. Isso porque, segundo o professor e responsável pela Estação Meteorológica Professor Vagner Camarini Alves, da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), Alexandrius de Moraes Barbosa, 33 anos, a estação meteorológica da universidade, em três décadas de existência, nunca registrou temperatura maior que 40°C, e isto pode acontecer nesta semana.
A onda de calor deste ano está com temperaturas mais elevadas, com previsão de máximas superiores a 40°C. Para fins comparativos, conforme a matéria, o professor apresentou dados que mostram as temperaturas máximas registradas em setembro nos últimos três anos: 38,3°C (2019), 36,3°C (2018) e 39°C (2017).
Características que demandam alguns cuidados essenciais para a manutenção da saúde. É essencial que as pessoas se protejam, se hidratem muito, utilizem protetor solar, usem bonés e evitem exposição desnecessária ao sol. O Inmet (Instituto Nacional de Metereologia) emitiu um alerta sobre potencial risco de hipertermia para algumas regiões do Estado. Dias seguidos de muito calor podem provocar elevação da temperatura corporal a nível de colapso.
A hidratação é essencial, principalmente nas crianças e idosos. Tomem muita água, pois o calor está intenso. Mantenha uma alimentação leve e saudável. Nada de comidas pesadas, pois pode causar infecções e indigestões. É importante ainda usar roupas de dormir frescas, manter o quarto arejado com as janelas abertas e não usar qualquer tipo de cobertor. Fique atento, cuide de si e da família.
 

Veja também