Publicidade

Operação conjunta detém traficante em Mirante do Paranapanema

Um dos alvos possui 30 passagens policiais enquanto adolescente, com incidências em tráfico, roubo, furto e receptação

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 24/07/2020
Horário 09:50
Polícia Civil - Operação conjunta resultou em uma prisão em flagrante Foto: Polícia Civil - Operação conjunta resultou em uma prisão em flagrante

A Polícia Civil de Mirante do Paranapanema, juntamente com a Polícia Militar, desencadeou hoje a operação conjunta denominada “Alianza”. Desde o começo da manhã foram cumpridos mandados de busca e apreensão domiciliar, na investigação que apura o tráfico de drogas.

As investigações foram iniciadas após a apreensão de um tijolo de maconha no dia 10 de julho, oportunidade em que policiais militares receberam denúncias de que dois irmãos estariam promovendo o comércio ilícito de entorpecentes e, para tanto, ocultariam as substâncias ilícitas em meio a pastagem existente nas proximidades da residência de um deles.

De posse das informações, as equipes foram até o local indicado e localizaram o entorpecente, que pesou 486 g, bem como uma balança de precisão e duas embalagens de filme plástico - produtos  que estavam ocultados em um buraco, com galhos sobre a superfície.

Na época os suspeitos não foram localizados.

Em prosseguimento, a Polícia Civil aprofundou as investigações e identificou outros prováveis pontos de venda de drogas e supostos comparsas da dupla inicialmente denunciada, que foram objetos de diligências policiais nesta data.

De acordo com o delegado João Paulo Tardin, que preside as investigações, os trabalhos foram exitosos e a troca de informações entre as polícias  teve um "importante papel no enfrentamento e combate ao tráfico de drogas".

Suspeito tem 30 passagens criminais

Os trabalhos operacionais resultaram em uma prisão em flagrante por tráfico de drogas e lavratura de um termo circunstanciado por porte de drogas para consumo próprio. Também foram apreendidos aparelhos celulares de suspeitos para devidas análises e prosseguimento das investigações.

“A grande maioria dos suspeitos sobre os quais recaíram as diligências policiais de hoje, ostenta histórico vinculado do tráfico de drogas", afirma Tardin.

"Os irmãos e suspeitos inicialmente indicados são conhecidos dos meios policiais, sendo certo que um deles ostenta o expressivo número de 30 passagens policiais enquanto adolescente, com incidências em tráfico de drogas, roubos, furtos, receptação, dentre outros, sendo egresso recente da Fundação Casa”, ressaltou Tardin.

No total, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão domiciliares na área urbana de Mirante do Paranapanema e distrito de Costa Machado.

O preso foi encaminhado à Cadeia Pública de Presidente Venceslau, onde aguardará o deslinde das investigações.

SAIBA MAIS

Veja também