Pároco de Flórida morre após 5 dias na UTI

Padre Manoel Cirino de Souza atuava há 3 anos na cidade e foi vítima de uma colisão envolvendo 3 veículos na 6ª, em Lucélia

REGIÃO - VICTOR RODRIGUES

Data 29/12/2016
Horário 09:57


O padre Manoel Cirino de Souza, pároco da Igreja Nossa Senhora Aparecida, de Flórida Paulista, faleceu por volta das 16h50 de terça-feira, na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Misericórdia de Marília (SP), decorrente de complicações de um traumatismo craniano provocado por um acidente de trânsito entre três veículos, na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), em Lucélia, na sexta-feira. Ele estava hospitalizado há cinco dias e era um dos dois sobreviventes do ocorrido. Os dois motoristas morreram na hora.

Jornal O Imparcial Padre Manoel Cirino de Souza

De acordo com a Assessoria de Imprensa da Diocese de Marília, que administra a paróquia de Flórida Paulista, a única sobrevivente continua em tratamento no Hospital das Clínicas de Marília. Ela é esposa do condutor do veículo que acompanhava o padre para a celebração na emissora da Rede Vida de Televisão, no estúdio em São José do Rio Preto.

O padre Manoel tinha 48 anos e 19 anos de carreira. Ele era natural de Marília, pertencia àquela Diocese e atuava há três anos em Flórida Paulista. Antes, atuou em Parapuã e Herculândia, próximos à região, na Alta Paulista.

O velório ocorreu na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, igreja localizada no bairro em que os pais do padre moram. O sepultamento foi às 16h30, no Cemitério da Saudade, também em Marília, e contou com uma missa presidida pelo bispo diocesano dom Luiz Antonio Cipolini.

 

Colisão

Como noticiado em O Imparcial, o acidente ocorreu no dia 23 de dezembro e envolveu dois automóveis e um caminhão, na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, em Lucélia. De acordo com informações da Polícia Militar Rodoviária, um Chevrolet/Onix e um caminhão, com dois semirreboques, seguiam no sentido Adamantina a Inúbia Paulista. Durante uma ultrapassagem pelo veículo de grande porte, o carro, por motivos que ainda são apurados, colidiu lateralmente contra o último semirreboque. Depois do choque, o automóvel ainda atingiu transversalmente um Fiat/Bravo, com placas de Flórida Paulista, que transitava no sentido contrário, onde estavam o condutor, um agente comercial de 39 anos, o padre Manoel e uma enfermeira de 36 anos. Depois do ocorrido, o Fiat/Bravo ainda bateu em um barranco.

 

Veja também