Polícia Civil prende grupo acusado de extorquir empresário prudentino

Criminosos prometeram assassinar o filho da vítima, caso não pagasse a quantia exigida; um dos autores é próximo da família

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 26/03/2021
Horário 11:18
Foto: Polícia Civil
Investigação foi comandada pela 1ª DIG, da Deic-8
Investigação foi comandada pela 1ª DIG, da Deic-8

A 1ª DIG (Delegacia de Investigações Gerais), da Deic-8 (Divisão Especializada de Investigações Criminais), prendeu ontem quatro pessoas investigadas por crime de extorsão praticado em Presidente Prudente.  

A apuração começou no dia 15 de março, quando um empresário de 82 anos procurou a delegacia especializada para comunicar que estava sendo extorquido a pagar criminosos, que prometiam a morte de seu filho. “Foram vários os contatos com a grave ameaça em desfavor da família e constrangimento profundo à vítima já debilitada”, afirma a Polícia Civil.

Diante disso, policiais civis do Setor Especializado no Combate aos Crimes, da Deic, iniciaram a investigação que também contou com ações de campo.

Após a identificação dos autores, com base no que foi apurado, foram solicitadas quatro prisões temporárias à Justiça, que foram concedidas ontem. 

“Após novo crime de extorsão consumado no início desta tarde [ontem] e com acompanhamento da ação, no início da noite, quatro pessoas foram localizadas e presas”, explica a Polícia Civil. Os indivíduos são homens de 19, 25, 42 e 43 anos.

De acordo com a polícia, um deles era intimamente ligado à família da vítima, e conhecia toda a rotina, inclusive, foi ele quem primeiro orientou no que deveria fazer diante da ameaça de morte. 

Os envolvidos foram conduzidos até a sede da Deic-8 onde houve o indiciamento e cumprimento da prisão temporária e também flagrancial. Conforme a Polícia Civil, eles responderão pelos crimes de extorsão agravada e falsidade ideológica.

O valor exigido pelos bandidos não foi divulgado. 

Veja também