Polícia Rodoviária é destaque na atuação regional

Flagrantes de contrabando e tráfico de drogas podem superar o total registrado em todo o ano passado 

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 29/11/2020
Horário 14:28
Foto: Roberto Kawasaki
Daniel lembra da interação entre as forças de segurança
Daniel lembra da interação entre as forças de segurança

O trabalho do policiamento rodoviário na região de Presidente Prudente é destaque quando o assunto é flagrante delito. Na principal rota de tráfico de drogas, armas e produtos contrabandeados, os militares alcançaram índices positivos nas apreensões e prisões de criminosos, o que contribui para os bons indicadores de segurança pública da região oeste do Estado de São Paulo. 
O comandante interino da 2° Companhia de Polícia Rodoviária de Presidente Prudente, tenente-PM Daniel Bombonati Martins Viana, explica que o foco do policiamento é dividido em duas frentes de atuação: a primeira é a polícia de trânsito, com o objetivo de reduzir o número de acidentes e vítimas; a segunda é a questão da polícia de segurança, com atuações voltadas no combate ao tráfico, contrabando e descaminho. De janeiro a outubro deste ano, ocorrências de contrabando somaram 70 registros. No mesmo período, a quantidade de drogas apreendidas chegou a 20.252,39 kg. 
Em ambos os crimes, a expectativa é de que superem ainda mais o saldo de todo o ano passado, quando houve 66 flagrantes de contrabando e apreensão de 24.907,04 kg de entorpecentes. Em relação ao tráfico de drogas, o comandante lembra que boa parte ocorre na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), geralmente, em ônibus de linhas interestaduais. “A Assis Chateaubriand [SP-425], Arlindo Bettio [SP-613] e João Ribeiro de Barros [SP-294], também são grandes meios de cargas, mercadorias. Mas muitos criminosos têm se utilizado disso, [onde] temos feito muitas apreensões”, explica. “Por isso sempre digo que o crime é dinâmico, e que a polícia tem que estar atualizada”. 

Trabalho de integração

Dentre as maneiras de descobrir a facetas dos criminosos, o contato com outros órgãos de segurança é importante. “O preparo é constante. Não é só a expertise dos policiais atuando há tanto tempo. Há uma interação entre as modalidades de policiamento como o Baep [Batalhão de Ações Especiais], Força Tática, até mesmo a Rota [Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar]”, explica Daniel. “A atuação integrada ajuda na troca de informações”.
A proximidade com a Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar dos Estados vizinhos também são apontadas pelo comandante como resultado com “trabalho eficaz” no combate ao crime, principalmente, o tráfico de drogas na malha viária do oeste paulista. “A integração e a dedicação realmente são fundamentais, e faz com que a população se sinta mais segura, sinta confiança no trabalho da polícia rodoviária”, expõe. 

SAIBA MAIS
Denúncias podem ser feitas pelo telefone 190 e 181, que estão à disposição da população durante 24 horas, não sendo necessária a identificação. 

NÚMEROS

70
registros de contrabando de janeiro a outubro deste ano

20.252,39 kg
total de drogas apreendidas entre janeiro e outubro deste ano

Veja também