Polícias no combate ao tráfico de entorpecentes

EDITORIAL - Da Redação

Data 14/06/2020
Horário 05:02

São constantes as ações das polícias Civil, Federal e Militar no combate ao tráfico de drogas nos municípios ao redor de Presidente Prudente – região tida como a rota principal dos entorpecentes que entram pela fronteira com o Estado do Mato Grosso do Sul. Com base nas análises e estudos feitos pelos setores de inteligência policial, são feitos diversos flagrantes de pessoas pegas transportando ou vendendo drogas na região, seja em grande ou pequena quantidade.

Apesar das constantes prisões, os considerados “chefes do tráfico”, aqueles que comandam os grupos criminosos, muitas vezes se escondem atrás dos pequenos traficantes que acabam pagando pelas ações dos contratantes. Essa é uma estratégia hierárquica utilizada por eles para que continuem a traficar, mesmo que as forças policiais tentem impedir a comercialização. Mas isso não quer dizer que eles não corram riscos, uma vez que um dos objetivos das polícias é desarticular os grupos para que obtenham informações que levem a eles.

Na semana passada, 33 pessoas entraram na mira da Polícia Civil em investigação que apura a entrada de drogas no Estado de São Paulo, mais especificamente, do Mato Grosso do Sul ao interior paulista. O alvo da operação foi uma célula do grupo criminoso responsável pela importação de drogas a partir de países vizinhos. Do total de mandados cumpridos, 10 são de pessoas que já estavam no sistema prisional – foram presas durante a investigação. É a partir do interrogatório desses investigados que a polícia dará continuidade na apuração para chegar ao comando do comércio.

É um trabalho minuciosa e que leva tempo, mas o desempenho das polícias na região em combate ao tráfico de drogas tem alcançado êxito. Reconhecimento a nível estadual e nacional, em operações que envolvem grandes apreensões de drogas. Neste combate, a ajuda da população é necessária para colaborar com as denúncias. O anonimato é garantido, e a contribuição será de extrema importância para coibir a prática criminosa. O tráfico de drogas vai acabar? Logicamente a resposta é não! Mas, a batalha é precisa e deve ser colocada em prática constantemente.

 

Veja também