Pós-Covid: 81 pacientes com sequelas passam por atendimento especializado em Prudente

Balanço mostra que 30,3% deles afirmam ter contraído a doença em seus locais de trabalho e 28,9% indicam contágio em reuniões familiares

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 07/07/2021
Horário 18:04
Foto: Arquivo
Após avaliação em unidade de saúde, paciente com sequelas é encaminhado ao Centro Municipal de Especialidades
Após avaliação em unidade de saúde, paciente com sequelas é encaminhado ao Centro Municipal de Especialidades

Até o momento, 81 pacientes foram ou continuam recebendo atendimento multidisciplinar especializado para pós-Covid em Presidente Prudente, sendo 56,6% homens e 43,4% mulheres. Balanço mostra que 31,6% deles não sabem onde contraíram a doença e 30,3% se infectaram em seus locais de trabalho. Em terceiro lugar, 28,9% indicaram o contágio em reuniões familiares.

O serviço foi inaugurado em 6 de maio pela Prefeitura de Presidente Prudente em parceria com a Unoeste (Universidade do Oeste Paulista). O atendimento é referência em todo o DRS-11 (Departamento Regional de Saúde).

Mais da metade dos pacientes atendidos (51,4%) se queixaram de dor muscular como sequela da Covid-19. Também houve grande incidência de fadiga (25,8%), queda de cabelo (22,7%), depressão e ansiedade (21,2%), falta de ar (19,7%), dor de cabeça (18,2%) e dificuldades de linguagem/fala (9,1%).

Das 15 especialidades registradas, a fisioterapia recebeu o maior número de pacientes (45,9%). Os atendimentos à saúde mental também se destacaram, com total de 33,8%, sendo 21,6% acompanhados por psicólogos e 12,2% por psiquiatras.

A assistência nutricional também foi evidenciada, com 29,7% dos encaminhamentos, seguida pela neurologia, com 16,2%.

O assessor da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Jefferson Saviolo, explica o motivo da maioria dos atendimentos estarem relacionados à fisioterapia e saúde mental. “São pacientes que foram intubados durante a internação, que passaram dias, semanas ou até meses acamados e sedados e que precisam reaprender a lidar com situações, tanto físicas quanto psicológicas”, esclarece.

A Sesau reforça que o trabalho continua ativo. Quem necessitar de atendimento pós-Covid pode procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência para que seja feita uma avaliação e, posteriormente, o encaminhamento para o Centro Municipal de Especialidades "Ambulatório Ana Cardoso Maia de Oliveira Lima", em frente ao HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo.

Veja também