Publicidade

Prefeitura de Prudente cobra retomada imediata do serviço de transporte coletivo

Caso retorno da operação não ocorra, Executivo vai tomar medidas judiciais por dano coletivo, pelo sofrimento causado aos usuários do transporte público

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 28/04/2020
Horário 17:14
Secom - Reunião propôs diálogo sobre alternativas para preservar o emprego de aproximadamente 170 funcionários da concessionária Foto: Secom - Reunião propôs diálogo sobre alternativas para preservar o emprego de aproximadamente 170 funcionários da concessionária

Em reunião convocada pelo prefeito de Presidente Prudente, Nelson Roberto Bugalho (PSDB), na tarde de hoje, no gabinete do Paço Municipal, o chefe do Executivo recebeu representantes da empresa Prudente Urbano e do Sindicato dos Motoristas. Segundo o prefeito, o objetivo do encontro foi "acabar de vez" com a greve e dialogar sobre alternativas para preservar o emprego de aproximadamente 170 funcionários da concessionária. Bugalho determinou que as partes entrem em acordo até o fim do dia para que o transporte volte a operar já amanhã, senão em sua totalidade, pelo menos as linhas principais.

"Caso não haja a retomada do serviço, a Prefeitura vai tomar medidas judiciais por dano coletivo, pelo sofrimento causado aos usuários do transporte público", disse o prefeito.

Bugalho lembrou ainda que o projeto que trata da redução do ISS (Imposto sobre Serviços) do transporte coletivo, que minimizaria a crise financeira da concessionária, já foi enviado para a Câmara Municipal e protocolado no dia 2 abril, mas ainda não foi votado. Segundo ele, "a redução do ISS por quatro meses seria uma das soluções para esse impasse, pois auxiliaria a empresa Prudente Urbano na manutenção dos empregos e a honrar seus compromissos com o pagamento dos funcionários e fornecedores".

Os representantes da empresa da Prudente Urbano disseram que pelo menos três propostas foram apresentadas ao Sindicato dos Motoristas. Dentre elas, a redução temporária do ticket de 70% do valor total.

De acordo com a Prudente Urbano, a proposta de redução do ticket é necessária para garantia dos empregos, evitando a demissão de 170 funcionários, devido à diminuição da operação neste momento da crise da pandemia da Covid-19. A empresa conta atualmente com 284 funcionários.

Veja também