Procissão homenageia Nossa Senhora Aparecida

Fiéis da Capela São Sebastião, no Bairro Ponte Alta, Distrito do Montalvão, percorreram trecho para agradecer, celebrar as graças recebidas, orar e fazer pedidos àquela que intercede junto de Deus

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 13/10/2021
Horário 20:42
Foto: Flávia Pelloso
Padroeira foi homenageada pela comunidade do Bairro Ponte Alta
Padroeira foi homenageada pela comunidade do Bairro Ponte Alta

Nesta terça-feira, Dia de Nossa Senhora Aparecida, fiéis da Capela São Sebastião, no Bairro Ponte Alta, Distrito de Montalvão, em Presidente Prudente, fizeram uma procissão em homenagem ao dia da santa padroeira do país. A tradição, que já ocorre por décadas, é um momento para agradecer, celebrar as graças recebidas, orar e fazer pedidos àquela que intercede junto de Deus.
Fernanda Ederli, que faz parte da comunidade católica que pertence à Paróquia Nossa Senhora das Graças, no Distrito do Montalvão, explica que no dia especial costumam iniciar as orações na capela e, na sequência, saem em procissão pela estrada rural. “Durante o percurso de ida e vinda, reza-se o terço, canta-se hinos em louvor à Maria fazendo pedidos e agradecimentos”, explica a devota.

Foto: Flávia Pelloso

Tradição vem sendo passada de geração em geração

Por lá, a santa, que surgiu das águas do Rio Paraíba do Sul, em 1717, também reforça para eles a fé em comunidade. Isso porque nesta terça-feira, os fieis se reuniram às 15h, conhecida como a “hora da misericórdia”, para recordar e meditar a paixão de Jesus Cristo. “Não podemos deixar morrer este costume, afinal é uma homenagem à mãe de Jesus e nossa”, destaca Fernanda.

Geração em geração

O padre Armando Nochetti de Souza, administrador da Paróquia Nossa Senhora das Graças, reforça que, em meio às festividades de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, os fiéis celebram juntos as graças concebidas pela intercessão da Virgem Maria e do padroeiro São Sebastião. “Segundo alguns relatos, esta tradição se estende por mais de 60 anos, ou seja, vem sendo passada de geração em geração. É uma forma da comunidade não perder as raízes desta manifestação devocional à Virgem Maria”, detalha o sacerdote. 
Após o momento de oração, os participantes fazem uma confraternização, regada de boas histórias, sorrisos e devoção, acrescenta o sacerdote.

Fotos: Flávia Pelloso


Fiéis agradecem e oram por Nossa Senhora Aparecida


Devotos rezam o terço e cantam hinos em louvor à Maria

Veja também