Publicidade

Professor Negativo revela talentos para o basquetebol

Esportes - DA REDAÇÃO

Data 26/01/2020
Horário 07:08
Negativo recebeu o “Troféu Magic Paula”, das mãos da própria Paula Foto: Negativo recebeu o “Troféu Magic Paula”, das mãos da própria Paula

José Alves da Silva Junior, conhecido “Professor Negativo”, 54 anos de idade, principal treinador de Basquetebol da cidade, expressou sua felicidade em saber o destino profissional de ex-atletas formados em sua base. Quase um time inteiro jogando fora. Citou: Maicon Douglas e Luan Leite no Pinheiros; Adler Ribeiro, no LSB de Sorocaba; Lucas Lopes, no Paulistano, Gilberto Silva, no KD de Pindamonhangaba; Pedro Macedo, em Maringá. Lucas Alves, Lucas Tomé, Paulo Segatto e João Vitor Sena em Cravinhos.
Casado com Rosângela Aparecida, pai de dois filhos, Maria Clara e Lucas Alves, que atualmente joga basquete pelo time de Cravinhos , Negativo é professor  municipal de Presidente Prudente desde meados de 1987. Tornou-se técnico de basquete a partir de 1995, treinando categorias de base mirim, assumindo depois o comando de outras categorias como juvenil e infantil, na qual chegou a disputar federação e conquistar o 3º lugar entre todos os times do estado, até que em 2000 assumiu a equipe de basquete adulta da cidade, na disputa de jogos regionais e abertos.
Além do time adulto, nesse período o técnico continuou disputando campeonatos menores com as categorias de base, conquistando também diversos títulos como a Liga de Rio Preto (LIBASK).
Em 2005, a equipe adulta em seu comando começou a disputar federação da 2ª divisão. Em 2007, o time conseguiu se tornar campeã da divisão, em uma disputa com o time XV de Piracicaba, repetindo o feito em 2008, se consagrando como bicampeã da 2ª divisão. Nos dois anos, o elenco conseguiu acesso para a divisão especial, porém não conseguiu participar por falta de recursos, e então a equipe acabou se desfazendo.


Ainda em 2007, Negativo conquistou o titulo de melhor técnico da série A2, recebendo o troféu “Oswaldo Caviglia”.


Em meados de 2010, o técnico levou o time da base para disputar outra liga, a de Bauru (LBC), voltando a conquistar diversos títulos com essa categoria (sub-15). Em 2015, com este mesmo time, se consagrou como vice-campeão do interior, conquistando acesso para disputar o quadrangular final de todo Estado, se tornando o 3º maior time do Estado ao final do campeonato.
Pela bela campanha do ano anterior, o time mostrou capacidade de disputar o Campeonato Paulista em 2016, agora pela categoria sub-16, na qual se consagrou campeão paulista, disputando as finais contra Franca, Pinheiros e Paulistano. Neste mesmo ano, foi escolhido como melhor técnico do campeonato da categoria sub-16 , recebendo o Troféu Magic Paula, entregue pela ex-jogadora.
Ainda no ano de 2015, assumiu o time de basquete universitário da Unesp, pelo qual venceu o Campeonato Paulista Universitário, o que concedeu ao time a oportunidade de disputar o Campeonato Brasileiro Universitário.


Adler: armador, 1,80m, hoje joga pela Liga Sorocabana de Basquete (LSB), equipe adulta


Lucas Alves: ala-armador, 1,86m, hoje joga pelo time de Cravinhos-SP, equipe sub16


Lucas Lopes: ala-pivô, 2,02m, hoje joga pelo time Paulistano, equipe juvenil/adulto

Maicon: pivô, 2,05m, hoje joga pelo Pinheiros, equipe sub21/adulta
Luan: ala-pivô, 2,00m, hoje joga pelo Pinheiros, equipe juvenil sub21/adulta

 

 

Veja também