Prudenco realiza força-tarefa interna para suprir coleta de lixo

De acordo com a companhia, 30 funcionários estão afastados por suspeita de Covid-19 e oito por contaminação confirmada da doença

PRUDENTE - CAIO GERVAZONI

Data 16/02/2022
Horário 06:25
Foto: O Imparcial
No Jardim Santa Fé, ocorre eventual atraso na coleta de lixo por conta do afastamento de funcionários da Prudenco
No Jardim Santa Fé, ocorre eventual atraso na coleta de lixo por conta do afastamento de funcionários da Prudenco

Com a onda de casos de Covid-19 entre os funcionários da Prudenco (Companhia Prudentina de Desenvolvimento) desde o final de janeiro, como noticiou este jornal, o serviço de coleta de lixo vem sofrendo atrasos em alguns bairros de Presidente Prudente. A companhia informou a O Imparcial que realiza entre ontem e hoje uma força-tarefa interna com a ajuda de funcionários de outros setores da empresa - como da engenharia, obras, tapa-buracos - na coleta de lixo para suprir as regiões que possam eventualmente estar sofrendo algum atraso no serviço.
A Prudenco também confirmou nesta terça-feira mais cinco casos positivos de Covid-19 entre os funcionários. Ao todo, de acordo com a companhia, cerca de 30 trabalhadores estão afastados por suspeita ou contaminação pelo Sars-Cov-2. Somando os cinco casos confirmados nesta terça, oito pessoas já testaram positivo para a doença. 

Atraso na coleta

Moradora do Jardim Santa Fé, a doméstica Maria de Oliveira relata que, há cerca de três semana, a coleta no bairro ocorre somente em um dia da semana. “Aqui [o caminhão de lixo] passa de segunda, quarta e sexta, só que ultimamente tem passado apenas na terça-feira”, pontua Maria. Segundo ela, em sua rua, o acúmulo de lixo durante a semana faz com que os cachorros esparramem os dejetos pela via pública causando sujeira e mau odor. 
Uma moradora do Jardim Itaipu, que prefere não se identificar, relata que a coleta não ocorre em alguns dias da semana como planejado, no entanto, não houve acúmulo de dejetos. A funcionária de um estabelecimento no Jardim Itapura I notifica que, por lá, o serviço foi restabelecido há cerca uma semana, porém, no local em que reside, no Conjunto Habitacional João Domingos Netto, a coleta não está ocorrendo de forma periódica como de costume. Já no Conjunto Habitacional Brasil Novo, conforme conta a proprietária de uma loja de material de construção, Josete Helena dos Santos, a coleta não passou apenas em um dia do que é planejado no cronograma e não há reclamações de acúmulo de lixo. “A gente tem que entender a situação dos funcionários, é um momento difícil não só aqui, mas em todo o mundo”. 

SAIBA MAIS

Prudenco tem 40 colaboradores afastados por contaminação ou suspeita de Covid

Veja também