Publicidade

Prudente inicia transferência inter-hospitalar de pacientes oncológicos ao HRCPP

Medida resultará na liberação de até 10 leitos de UTI e outros 80 de enfermaria para tratamento de casos graves de Covid-19

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 10/08/2020
Horário 16:51
Mariana Padovan - Same de Prudente contribuirá com a transferência dos pacientes Foto: Mariana Padovan - Same de Prudente contribuirá com a transferência dos pacientes

Após convênio firmado entre o HRCPP (Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente) e o HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, teve início nesta segunda-feira a transferência inter-hospitalar dos pacientes oncológicos e de outras patologias. A medida resultará na liberação de até 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e outros 80 de enfermaria para o tratamento de casos graves de coronavírus, a Covid-19, de pacientes da região de Presidente Prudente.

A Prefeitura informa que, por meio do Same (Serviço de Atendimento Móvel de Emergência), a Central de Ambulância 192, fará a transferência de quatro pacientes e, durante a semana, permanecerá colaborando na remoção inter-hospitalar.

"Em especial, iremos fazer a transferência de pacientes moradores de Prudente, mas nada impede que possamos contribuir na transferência de pessoas de outras cidades. Caso os hospitais precisem de apoio, daremos este suporte, pois somos parceiros de ambos e a iniciativa beneficiará toda região", pontua Marco Aurélio Lúcio, supervisor do Same.

Ela reforça que as ambulâncias do Same são preparadas para receber os todos os pacientes, tanto os de leito clínico como os de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

"Toda remoção inter-hospitalar das UPAs [Unidades de Pronto Atendimento] para região, assim como os pacientes graves moradores de Prudente para qualquer cidade do Estado, é de responsabilidade da Central de Ambulância 192. Temos equipe preparada e ambulâncias equipadas para fazer a transferência com segurança e conforto aos pacientes".

Por fim, o supervisor do Serviço de Atendimento Móvel de Emergência reforça que a transferência dos pacientes do HR ao HRCPP não atrapalhará nas demandas diárias. "A logística está organizada para que não haja prejuízo no atendimento à população". 

Cabe lembrar que o convênio entre os hospitais foi firmado por três meses e o HRCPP receberá uma quantia de R$ 6,3 milhões para custeio de 10 leitos de UTI adulta, outros 80 leitos clínicos, contratação de 186 funcionários, compra de medicamentos e materiais, além de realização de exames e serviços médicos.

Veja também