Prudente seleciona DJs para projeto Música Eletrônica no Parque

Ação visa valorizar e incentivar os artistas locais, além de contribuir com os trabalhadores do segmento no período de pandemia; inscrições seguem até quarta

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 26/09/2020
Horário 07:00
Divulgação/Elo7 - Interessados devem apresentar currículo artístico que comprove atuação mínima de 2 anos na área Divulgação/Elo7 - Interessados devem apresentar currículo artístico que comprove atuação mínima de 2 anos na área Imagem: Divulgação/Elo7 - Interessados devem apresentar currículo artístico que comprove atuação mínima de 2 anos na área

A Secult (Secretaria Municipal de Cultura) de Presidente Prudente abriu ontem e mantém até a quarta-feira (30), o processo de seleção para a contratação de até dez profissionais da cidade que atuem como DJs no cenário eletrônico. A iniciativa ocorre para organização do projeto Música Eletrônica no Parque. A ação, programada para ocorrer no dia 8 de novembro, das 17h às 19h, no Teatro de Arena do Parque do Povo (próximo ao Prudenshopping), tem como objetivos valorizar e incentivar os artistas da música eletrônica locais, além de contribuir com os trabalhadores do segmento no período de pandemia do novo coronavírus, a Covid-19.
Para participar da seleção, os interessados deverão preencher a ficha de inscrição postada nas redes sociais da Secretaria Municipal de Cultura e apresentar a seguinte documentação: cópia do RG e do CPF ou da CNH; cópia do comprovante de endereço do interessado; currículo artístico que comprove atuação mínima de dois anos na área; e um flyer ou matéria jornalística que comprove a atuação como DJ. As inscrições devem ser feitas somente online, pelo link (https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc9wOpkygwuycL_dlRM49LNiXakpRFbqJAZ9uOJ-xM3g_nGbQ/viewform) disponível nas redes sociais da Secretaria de Cultura de Prudente.
 O valor total do investimento para promoção do projeto Música Eletrônica no Parque será de até R$ 4,8 mil, cujo valor será distribuído da seguinte forma: R$ 250 de ajuda de custo para cada profissional selecionado, o que totalizará R$ 2,5 mil; R$ 1,5 mil para a contratação de aparelho CDJ para toda a programação dos DJs, sonorização e iluminação; além de R$ 800 correspondente a 20% do valor total para a produtora artística contratada que será responsável pela produção da apresentação, gestão das inscrições e pagamentos das ajudas de custo aos profissionais. Cabe ressaltar que todo recurso é proveniente do Fundo Municipal de Cultura.



 

Veja também