Prudente supera marca de 100 mil doses aplicadas contra Covid-19

São 65.023 prudentinos vacinados com a primeira e 36.617 já com o esquema vacinal completo, imunizados com as duas

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 01/06/2021
Horário 15:49
Foto: Arquivo/Secom
Município ocupa 25ª colocação do ranking de imunização
Município ocupa 25ª colocação do ranking de imunização

A cidade de Presidente Prudente atingiu nesta terça-feira a marca de 101.640 doses aplicadas contra a Covid-19. São 65.023 prudentinos vacinados com a primeira dose e 36.617 já com o esquema vacinal completo, imunizados com as duas. Dos 645 municípios do Estado de São Paulo, Prudente ocupa a 25ª colocação do ranking de imunização, considerando a quantia total de vacinas administradas. 

A primeira dose de esperança foi aplicada pela equipe da VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal) no dia 21 de janeiro. A beneficiada foi a servidora e auxiliar de enfermagem, Odete Rosa de Souza, de 61 anos, que atua na UBS (Unidade Básica de Saúde) central, em concordância com o primeiro grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde.

O segundo grupo a ser imunizado foi o de idosos com 90 anos ou mais, contemplado em 8 de fevereiro. Simultaneamente, também foram incluídos profissionais atuantes em estabelecimentos da área da saúde, fora dos hospitais, como clínicas particulares, laboratórios, consultórios e farmácias.

O mutirão do dia 28 de fevereiro, domingo, imunizou com a primeira dose 1.080 idosos do grupo de 80 a 84 anos, em formato drive-thru. A iniciativa da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) contou com a participação de 80 profissionais, sendo 50 servidores e 30 acadêmicos do curso de Enfermagem da Fapepe/Uniesp (Faculdade de Presidente Prudente da União Nacional das Instituições de Ensino Superior Privadas).

Os meses de março e abril concentraram a imunização da grande maioria dos idosos na faixa etária dos 60 e 70 anos.

Os profissionais da educação começaram a receber a primeira dose em 10 de abril. Nesta primeira etapa, 1,4 mil foram imunizados.

Em 5 de maio, a vacinação contemplou idosos de 60 a 62 anos, concluindo a primeira dose em pessoas da terceira idade.

A partir daí, um novo grupo prioritário foi formado. Em 10 de maio, a vacinação contra a Covid-19 incluiu pessoas com Síndrome de Down, pacientes renais em tratamento de diálise e transplantados em uso de imunossupressores de 18 a 59 anos.

Posteriormente, foi estendida para grávidas e puérperas com comorbidades, acima dos 18 anos, além de pessoas com deficiência permanente de 55 a 59 anos.

Atualmente, a vacinação contempla o grupo das pessoas com as comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde e deficiência permanente a partir dos 30 anos. Essa ampliação de idade é uma iniciativa da administração municipal à frente da faixa etária contemplada pelo Estado.

A diretora da VEM, Vânia Maria Alves, relata que "o bom trabalho e o êxito da vacinação deram-se pela fidelidade às orientações dos órgãos reguladores, estadual e federal e ao esforço da equipe em mutirões, atendimentos aos sábados e nas residências, sempre comprometida em atender o maior número de munícipes. “Seguimos todas as orientações, cada remessa para seu grupo. Garantimos primeira e segunda dose a todos os grupos iniciados, sem qualquer prejuízo”, pondera.

Veja também