Prudente terá 5 atrações do Festival Sesc Jazz & Blues

No total, de acordo com Oliveira, serão 24 artistas fazendo 64 shows em dez dias.

VARIEDADES - Oslaine Silva

Data 20/08/2013
Horário 09:17
 

"Doses generosas do melhor blues dos Estados Unidos e Brasil é o que o público de Presidente Prudente terá na programação do Sesc Thermas, de 21 a 24 de agosto". É o que garante a assistente técnica da área de música da unidade de São Paulo e coordenadora do evento, Kelly Adriano de Oliveira, 40 anos. Segundo ela, serão três atrações nacionais e duas internacionais: The Mannish Boys, amanhã; a big band Comboio, na quinta-feira; o trio da The West Coast Harp Legends, na sexta-feira; e Thiago Cerveira Trio e Flávio Guimarães e Alamo Leal, encerrando no sábado. Os preços dos convites variam de R$ 4 a R$ 30 e podem ser adquiridos na Central de Atendimento da unidade.


Os shows integram programação da segunda edição do festival Sesc Jazz & Blues, que começou no dia 14, e ocorre também nas unidades do Sesc de Bauru, Catanduva, Piracicaba, Ribeirão Preto, São Caetano do Sul, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté. No total, de acordo com Oliveira, serão 24 artistas fazendo 64 shows em dez dias.

A representante da capital fala que, na verdade, o projeto já existia desde 1989, com a denominação "Sesc in Blues", mas apenas na unidade de Ribeirão Preto. "A vontade de expandir para todas as praças era grande, assim, no ano passado, fizemos pela primeira vez no novo formato, acrescentando o jazz em sete cidades e a repercussão foi muito boa, o que nos animou chegando agora a nove municípios", comenta.

Conforme Oliveira, a ideia é potencializar a rede Sesc e ampliar especialmente a dedicação as pesquisas do que é novidade, quais os nomes que nunca se apresentaram no Brasil, quem são os artistas que se sobressaem em grandes festivais de blues, jazz e música erudita, entre outras. "Nos inspiramos em projetos que já ocorrem em vários países. E para selecionarmos algo de qualidade, uma curadoria artística - com representantes de cada cidade e técnicos em música - é formada e durante um ano trabalhamos juntos nesses estudos. É prazeroso, pois todos se envolvem e isso é importante porque cada um conhece o público de sua cidade", explica.

 

Internacionalizar

A especialista completa que querem mesmo internacionalizar o festival para dar oportunidade a todo tipo de público, pois muitos não teriam como assistir a um show desses em um evento fechado, pois certamente o custo seria alto demais para muitos. "As atrações são de primeira linha. E em todas as unidades procuramos equilibrar o jazz e o blues, dando atenção à preferência do público de cada localidade. Em Prudente, sabemos que existe um carinho especial pelo blues, mas todos gostarão da maneira que os shows ocorrerão", acredita.

 

Destaque

Segundo Oliveira, há de se destacar na programação o trio The West Coast Harp Legends por se tratar de um encontro mundial raro e inédito. O grupo é composto por Rod Piazza, virtuoso gaitista, considerado um dos mais influentes do blues vivo. Mitch Kashmar, dono de um sopro poderoso, criativo e envolvente e, Lynwood Slim, possuidor de uma técnica impecável de feeling único.

Em tour mundial inédita, são acompanhados pela banda brasileira The Brazilian Blues All Stars, formada por Ari Borger (piano), Igor Prado (guitarra), Rodrigo Mantovani (baixo) e Iuri Prado (bateria), especialistas de respaldo internacional no West Coast Blues e Boogie Woogie. A apresentação ocorre às 20h30, na sexta-feira, e os convites variam de R$ 6 a R$ 30.

 

Premiada

Se apresentando pela primeira vez no País, amanhã, às 20h30, a banda The Mannish Boys é formada por Sugaray Rayfor, Willie Campbell, Kirk Fletchehr, Sunny War, Doreen Ketchens, David Murray, além de Macy Gray, todos dos Estados Unidos. Levou o Grammy Awards de Blues deste ano na categoria Blues Tradicional - prêmio este o mais cobiçado de todos no gênero.

Segundo a crítica especializada, poucas apresentações de blues no mundo são tão poderosas como a do grupo. Diz-se que reúne feeling, virtuosismo e criatividade. Sugaray Rayford, um dos vocalistas de destaque do grupo, possui as influências do gospel e do soul com uma potência de voz impressionante poucas vezes vista na história do blues. O guitarrista e vocalista Frank Goldwasser, já esteve no palco ao lado de Percy Mayfield e Charlie Musselwhite.

Em seu álbum de estreia, produzido pelo lendário Joe Louis Walker, o grupo foi indicado ao W.C. Handy Awards, o "grammy do blues". Kirk Fletcher, também guitarrista, foi criado nas igrejas de Compton na Califórnia, e acompanhou nomes significativos como do gaitista Kim Wilson. Integrou durante anos a banda de Charlie Mussle White e Willie J. Campbell. Os convites para o show variam de R$ 6 a R$ 30.

 

Flávio Guimarães

É gaitista, cantor e pioneiro do blues no Brasil. Com uma carreira de mais de duas décadas, já lançou 15 CDs – cinco álbuns solo (em alguns deles teve participação de Charlie Musselwhite, Howard Levy e Sugar Blue) e dez como integrante e fundador da Blues Etílicos, a maior banda de blues brasileira. Já gravou com artistas de peso como Alceu Valença, Cássia Eller, Ed Motta, Fernanda Abreu, Gabriel o Pensador, Luiz Melodia, Paulo Moura, Renato Russo, Rita Lee, Titãs, Zeca Baleiro e Zélia Duncan, entre outros. Abriu shows para B. B. King e Robert Cray, além de dividir o palco com algumas lendas vivas do blues, como Buddy Guy e Taj Mahal.

Pelo mundo, realizou mais de 2 mil shows por todo o Brasil, Argentina, Estados Unidos e Europa. O som de sua gaita está em diversas trilhas de cinema, TV e comerciais. Em 2006, conheceu Alamo e agora lançam um novo trabalho juntos, "Ain’t no strangers here". Uma gravação ao vivo mostrando todo o entrosamento entre o violão acústico e a gaita. A voz de Álamo está em seis músicas. Acompanham os dois no show de lançamento os músicos Marcos Klis (baixo acústico), Humberto Zigler (bateria) e Thiago Creveira.

 

Thiago Cerveira

Autodidata, considerado um dos pioneiros no País na técnica de cromatismo na gaita diatônica, Thiago Cerveira estudou guitarra com Renato Consorte e Conrado Paulino. Atualmente é professor do Conservatório Souza Lima e desenvolve um trabalho com seu trio de música instrumental no qual toca os dois instrumentos simultaneamente, adaptando na gaita temas de jazz e música brasileira contemporânea.

Em 1999, gravou em Austin, Texas, nos Estados Unidos, com a Double Trouble (banda do lendário guitarrista Stevie Ray Vaughan), além de ter se apresentado no circuito de blues desta cidade ao lado de Uncle John Turner e Matthew Robinson, no tradicional East Side Lounge, entre outros. Ao vivo, gravou com Belchior, Viper, Nuno Mindelis, Vega, Zuzo Moussawer, Pholhas, Babi, entre outros, além de inúmeros jingles para rádio e televisão.

Como sideman, integrou a banda do guitarrista Nuno Mindelis por mais de dez anos, realizando em 2004, turnê europeia passando pela França, Bélgica e Holanda. Com a banda, apresentou-se por quatro vezes no Festival Internacional de Jazz de Montreal em 2001 e 2004, seguido de turnê pelo restante do Canadá. A apresentação em PP, antes da do Flávio Guimarães, ocorre no sábado, às 20h. Os ingressos variam de R$ 6 a R$ 30.

 

Comboio

Integrante do coletivo de música instrumental Movimento Elefantes – traz um repertório com músicas de seu quarto álbum, "Narrativas de Sobrevivência", lançado no ano passado. No show, o grupo apresenta predominantemente composições autorais como os sambas "Sansão", de Raphael Ferreira e "Samba pra Dori", uma homenagem ao compositor Dorival Caymmi, de Rui Barossi.

O grupo transita entre uma big band tradicional com 18 integrantes e uma pequena formação com sopros e seção rítmica. Formada em 1998, a banda conta ainda com dois CDs lançados: "Sarado" (2002) e "Comboio" (2005). O show será na quinta-feira, às 20h30. O valor dos ingressos varia de R$ 4 a R$ 20.

 

Serviço

SESC JAZZ & BLUES NO SESC PRUDENTE


Data: de amanhã a sábado

Atrações: The Mannish Boys (amanhã, às 20h30), banda Comboio (quinta, às 20h30), trio da West Coast Harp Legends (sexta, às 20h30) e Thiago Cerveira Trio e Flávio Guimarães e Alamo Leal (sábado, às 20h)

Ingressos: de R$ 4 a R$ 30

Informações: 3226-0400


 

Veja também