Prudentino integra arbitragem da Federação Internacional de Tênis de Mesa

Gilberto Branco Lopes, o Giba, que se dedica ao tênis há 26 anos, agora faz parte do quadro brasileiro de que selecionou 11 novos oficiais

Esportes - WEVERSON NASCIMENTO

Data 01/07/2020
Horário 05:30
Arquivo - Giba pratica a modalidade esportiva há 26 anos Foto: Arquivo - Giba pratica a modalidade esportiva há 26 anos

 

Na última quinta-feira, a CBTM (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa) divulgou oficialmente que o Brasil terá 11 novos oficiais de arbitragem no quadro da ITTF (Internacional Table Tennis Federation  /Federação International de Tênis de Mesa). Um dos escolhidos foi o mesatenista prudentino, Gilberto Henrique Branco Lopes, mais conhecido como Giba, que se dedica à modalidade esportiva há 26 anos.

Apaixonado pelo tênis desde os 5 anos, Giba diz que recebeu o convite da confederação, qual realizou o exame, em uma plataforma virtual, onde quase 70 % dos árbitros conseguiram aprovação. Agora, conquistando um lugar de destaque na ITTF, Giba diz que o trabalho será um pouco mais intenso, mas que aguarda os reflexos da pandemia para se adequar à preparação necessária.

“Cada jogo tem um desafio diferente. Então, você tem que estar preparado para tudo que ocorrer na partida. Além disso, é necessário se aprimorar com a prática, porém, a parte teórica é de extrema importância, visto que o conhecimento das regras faz o diferencial em situações de jogo”, explica o mesatenista.

Marcos Paulo Tavares, coordenador nacional de arbitragem da CBTM, destacou que o trabalho de renovação e preparação precisa ser constante, fazendo com que os novos árbitros internacionais possam alcançar a classificação blue badge (principal nível da arbitragem do tênis de mesa), possibilitando um maior número de oficiais do Brasil em Mundiais e Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Atualmente, apenas a mineira Maria José Ferrer, conhecida no tênis de mesa como Musa, tem esta classificação no quadro internacional. “Nosso quadro de árbitros está motivado e isso facilita a obtenção de resultados positivos. Hoje, eles acreditam na renovação, na capacitação e no estímulo para estudar e se aperfeiçoar. A melhora no nível técnico dos jogadores brasileiros tem ajudado a arbitragem a se preparar melhor”, afirma o coordenador.

 

Conquoistas na Carreira

Ao longo de mais de duas décadas e meia, Giba soma várias conquistas em nacionais como atleta. Uma das mais recentes foi em 2018, conquistando o primeiro lugar no Super Copa Brasil de Tênis de Mesa Cuiabá 300, em Cuiabá (MT). Outra vitória do prudentino foi no ano passado quando também sagrou-se campeão da Copa Brasil de Tênis de Mesa, competição que ocorreu na mesma cidade mato-grossense. A história com a arbitragem, por sua vez, iniciou em 2007 quando o mesatenista realizou um curso de formação estadual, em Marília (SP).

Foto: Assessoria de Imprensa – CBTM - Prudentino está entre os 11 novos oficiais de arbitragem

Veja também