Publicidade

Redução no ICMS fomenta voos locais

Para a Aviesp, incremento de 5,68% na oferta de voos pode estar relacionado à volta do voo para Guarulhos e aos voos extras de turismo que ligam a cidade a Porto Seguro, na Bahia

PRUDENTE - GABRIEL BUOSI

Data 30/01/2020
Horário 04:00
Arquivo - Oferta de voos em Prudente teve aumento de 5,68% no segundo semestre de 2019, ao se comparar com o mesmo período de 2018 Foto: Arquivo - Oferta de voos em Prudente teve aumento de 5,68% no segundo semestre de 2019, ao se comparar com o mesmo período de 2018

Os reflexos da redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o querosene de aviação no Estado de São Paulo já podem ser vistos em Presidente Prudente. Isso porque, conforme a Secretaria Estadual de Turismo, no segundo semestre de 2019 a oferta de voos na cidade teve um aumento de 5,68%, ao passar de 791 entre julho e dezembro de 2018 para 836 no mesmo período do ano passado. Para o diretor regional da Aviesp (Associação das Agências de Viagens do Interior de São Paulo), Marcos Antonio Carvalho Lucas, o incremento pode estar relacionado à volta do voo que liga Prudente a Guarulhos e aos voos extras de turismo que ligam a cidade a Porto Seguro, na Bahia.

A pasta estadual informa que o levantamento foi feito pelo Ciet (Centro de Inteligência da Economia do Turismo), em parceria com a Abear (Associação Brasileira de Empresas Aéreas) e com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). No estudo, foram valorizadas as partidas da capital do oeste paulista aos aeroportos de Campinas, Congonhas e Guarulhos, e que permitem a ligação de viajantes da região com inúmeros destinos nacionais e internacionais. 

“Em todo o Estado, as companhias Azul, Gol, Latam e Passaredo abriram 676 novas frequências aéreas semanais a partir dos aeroportos paulistas. O resultado ultrapassou em 38% o compromisso assumido inicialmente pelas empresas de criar 490 novas frequências após a redução do imposto”, expõe a Secretaria Estadual de Turismo. O aumento da oferta teve impacto em todo o Brasil, com novas frequências para 21 Estados e o Distrito Federal.

Para o diretor regional da Aviesp, a expectativa para este e os próximos anos é de que novas linhas, e até mesmo companhias, cheguem a Presidente Prudente, visto que, além do incentivo do ICMS, o Estado conta ainda com a solicitação de diversas empresas consideradas como “de baixo custo” e que gostariam de operar no território nacional. “Com isso, elas conseguiriam atender, por exemplo, malhas do interior, trazendo a competitividade”.

Marcos Lucas não deixa de lembrar a chegada de um novo destino a partir de Presidente Prudente, entre 22 de fevereiro e 2 de março, à capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, durante o carnaval, e afirma que outros destinos seriam bem-vindos no aeroporto local, como Porto Alegre (RS), Brasília (DF) e Cuiabá (MT).

Veja também