Região de Prudente? Ainda sem previsão!

Cristiano Machado

COLUNA - Cristiano Machado

Data 11/06/2021
Horário 04:04
 O secretário da Agricultura, Itamar Borges, em visita institucional no interior de São Paulo 
 O secretário da Agricultura, Itamar Borges, em visita institucional no interior de São Paulo 

Recém-empossado secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Itamar Borges, já circula pelo interior. Faz visitas institucionais por diversos órgãos ligados ao governo paulista. E quando ele, quem tem sua base eleitoral em Rio Preto (SP) e Araçatuba (SP) estará em Presidente Prudente? Ainda sem previsão, informa a sua assessoria de imprensa. Ou seja: Prudente, como sempre, ficando para depois... 

“O avanço da crise hídrica e as incertezas com o aumento na conta de energia acenderam novo alerta para os agropecuaristas paulistas”
Fábio de Salles Meirelles, presidente da Faesp (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo). 


Foto – AgriculturaSP/Divulgação 

Reflorestamento em assentamentos: Mais de 4 mil mudas serão plantadas em Mirante  

Ao todo, 4.350 mudas de espécies nativas estão sendo distribuídas nos assentamentos Estrela Dalva e São Bento, em Mirante do Paranapanema. O trabalho é uma parceria do governo estadual, por meio da Fundação Itesp (Instituto de Terras do Estado de São Paulo), através do Grupo Técnico de Campo de Mirante do Paranapanema, com a empresa CTG Brasil. As mudas serão plantadas em áreas com projetos de SAFs (Sistema Agroflorestal). Inicialmente estão sendo plantadas 2.350 mudas em áreas de reserva legal próximo ao  lote 6, do assentamento Estrela Dalva, do produtor Edson Ferreira da Silva, que desde 2013 cuida desta área de SAF. O local formou pequeno bosque, no qual o produtor planta e comercializa amora, mandioca, milho, eucalipto, feijão de corda, dentre outras espécies que desenvolve através do plantio consorciado de nativas e exóticas.

Foto:  Itesp / Divulgação -  A iniciativa faz parte do Programa Pontal 2030 e tem a finalidade de alavancar o IDH da região do Pontal do Paranapanema

Suporte técnico

No assentamento São Bento, o lote 64 do produtor rural José Nunes, está sendo reflorestada uma área de 1 hectare e o projeto de SAF está em fase inicial. O supervisor do GTC de Mirante do Paranapanema, Gilmar Goes, e o técnico Paulo Sérgio Rodrigues, estão acompanhando os trabalhos de perto e dão todo o suporte necessário para os produtores rurais. A iniciativa faz parte do Programa Pontal 2030, coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, que tem a finalidade de alavancar o IDH ( Índice de Desenvolvimento Humano) da região do Pontal do Paranapanema.

Entendendo a Amazônia

No domingo, dia 13, às 7h, o programa de rádio “Agro & Negócios”, da 101 FM, entrevistará o diretor da Agri-Rex, Marco Ripoli, empresa organizadora do “Entendendo a Amazônia”. Trata-se de uma importante iniciativa que tem o apoio do www.norteagropecuario.com.br  No formato online, o “Entendendo a Amazônia” ocorrerá de 19 a 22 de julho. A programação é completa e inclui temas como desenvolvimento sustentável da Amazônia; impacto do desmatamento nas mudanças climáticas globais e na produção global de alimentos; importância da atuação dos fundos internacionais na preservação do bioma amazônico; entre outros.


Foto: Cedida - Marco Rípoli falará sobre o “Entendendo a Amazônia”

Queda nas vendas externas

As exportações totais de carne bovina (in natura mais processada) voltaram a apresentar viés negativo no acumulado do ano até aqui, como consequência de uma queda de 18% na movimentação e de 7% nas receitas durante o mês de maio que passou. Neste último mês, o Brasil exportou 150.711 toneladas e obteve uma receita de US$ 725,9 milhões com o produto. No ano passado, as exportações de maio atingiram 182.856 toneladas e a receita US$ 778,6 milhões. Com isso, o acumulado do ano voltou para o negativo em quantidade, com um total de 714.363 toneladas exportadas (-2%) contra 732.647 até maio de 2020. Nas receitas, há ainda um crescimento de 2%: nos primeiros cinco meses de 2020 foram de US$ 3,16 bilhões e, no mesmo período de 2021, de US$ 3,24 bilhões. As informações são da Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos), que compilou os dados fornecidos pela SECEX/DECEX Secretaria de Comércio Exterior),do Ministério da Economia.


Foto:Wenderson Araujo/CNA/Trilux No ano passado, as exportações de carne bovina maio atingiram 182.856 toneladas e a receita US$ 778,6 milhões

Raio-x da produção e exportação

A Embrapa divulgou recentemente um estudo sobre as exportações do Brasil nas últimas duas décadas. Conforme a análise do levantamento, o Brasil ganhou posições importantes no mercado internacional, tanto na produção quanto na exportação agropecuária. Confira os números no www.norteagropecuario.com.br Alguns dos principais resultados são estes: 

•    O país é o quarto maior produtor de grãos (arroz, cevada, soja, milho e trigo) do mundo, atrás apenas da China, dos Estados Unidos e da Índia, sendo responsável por 7,8% da produção mundial. 

•    Embora seja o quarto maior produtor de grãos, o Brasil é o segundo maior exportador do mundo, com 19% do mercado internacional. 

•    As exportações brasileiras alcançaram US$ 37 bilhões, só em 2020, e US$ 419 bilhões, entre 2000 e 2020. 

•    De 2000 a 2020, o País foi o segundo maior produtor e exportador de soja. A partir do ano passado, alcançou o primeiro lugar, com 126 milhões de toneladas produzidas e 84 milhões exportadas. O Brasil responde hoje por 50% do comércio mundial de soja. As exportações brasileiras do grão somaram US$ 30 bilhões, em 2020, e US$ 346 bilhões nas duas últimas décadas.

•    O país ocupou em 2020 a terceira posição na produção mundial de milho, com 100 milhões de toneladas (8,2% do total), superado apenas pelos Estados Unidos e pela China. 

•    O Brasil é o quarto maior produtor de feijão no mundo, mas não está entre os maiores exportadores, a maior parte da produção é destinada ao consumo interno. 

•    Em 2020, o rebanho bovino brasileiro foi o maior do mundo, representando 14,3% do rebanho mundial, com 217 milhões de cabeças, seguido pela Índia com 190 milhões de cabeças. 

•    Em 2020, o Brasil se tornou o maior exportador de carne de aves com 4,3 milhões de toneladas (20,9%). 

•    Com relação aos suínos, o Brasil, em 2020, alcançou a terceira posição mundial na produção, com 41 milhões de cabeças, ou seja, 4,4% do total. 

•    Em 2020, o Brasil foi o terceiro maior produtor de frutas do mundo, com 58 milhões de toneladas em frutas produzidas, 5,4% do total mundial. 

Veja também