Região faz mobilização para avançar fase na flexibilização

Após encontro com o Estado nesta semana, o prefeito de Presidente Prudente e demais autoridades seguem em reuniões na busca pela reversão do atual cenário

PRUDENTE - GABRIEL BUOSI

Data 17/06/2020
Horário 19:03
Secom: Prefeito em reunião hoje com autoridades Foto: Secom: Prefeito em reunião hoje com autoridades

e volta a Presidente Prudente, o prefeito Nelson Roberto Bugalho (PSDB) conversou hoje com a reportagem deste diário e comentou sobre a reunião com o governo estadual, na capital paulista, que atendeu parcialmente às expectativas da administração pública, visto que algumas das reivindicações, como uma revisão da atual fase vermelha e mais restrita no plano de flexibilização do Estado, não foram atendidas. No entanto, a cidade, e a região, correm contra o tempo para apresentar dados diferentes daqueles que resultaram na regressão de fase, para tentar, novamente, avançar no Plano São Paulo. A mobilização já teve início, com reuniões hoje, e segue com novos encontros amanhã.

Bugalho inicia o bate-papo dizendo que o intuito da reunião na capital paulista era o de ouvir, do Estado, as razões e os critérios que conduziram a região de Presidente Prudente ao retrocesso, visto que os municípios voltaram para a fase mais restrita e precisaram, novamente, fechar as atividades comerciais. “Nos informaram que a análise do Estado era correta e que o comitê responsável estava convicto da necessidade de regressão de fase”. O chefe do Executivo aponta que o fator principal e que levou a isso foi a variável no indicador de aumento nas internações na região, e que pode ter peso maior se comparado com outros indicadores.

“Isso porque, há regiões que, diferente do nosso caso, tiveram mais de um indicador vermelho, e nem por isso retrocederam”, aponta Bugalho. Sobretudo, foi informado ao prefeito e às autoridades presentes que caso fossem apresentados por eles dados concretos e diferentes do que levaram ao feito, a região poderia progredir de fase, após análise, e é justamente em cima disso que a região vem trabalhando desde o encontro na capital. “Coletamos alguns dados preliminares e continuaremos nesse trabalho. O município, sozinho, não consegue fazer isso, por isso contamos com a ajuda de todos os interessados”.

Hoje, uma reunião foi realizada entre o prefeito e autoridades, como o DRS (Departamento Regional da Saúde) 11 de Presidente Prudente, e hoje um novo encontro está marcado com dirigentes de hospitais, como o Hospital Regional Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente e Santa Casa de Misericórdia. O tema abordado será a disponibilização de mais leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), número que pode auxiliar a região a avançar de fase. O Estado, inclusive, já havia sinalizado o “imediato” aumento na capacidade hospitalar, o que ainda não ocorreu. Até lá, os municípios do DRS de Presidente Prudente seguem na fase vermelha.

 

 

Veja também