Região fecha o ano com 88,5 mil casos de Covid e 2,5 mil mortes no acumulado

  Quantidade de casos positivos do período é superior ao montante registrado até 30 de dezembro de 2020, quando a 10ª RA registrou 25.272 casos da doença

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 31/12/2021
Horário 02:00
Foto: Getty Images
Ao todo, 110.320 pessoas já se recuperaram do novo coronavírus na região
Ao todo, 110.320 pessoas já se recuperaram do novo coronavírus na região

No acumulado deste ano, a 10ª RA (Região Administrativa) do Estado de São Paulo registrou 88.578 casos do novo coronavírus e 2.553 mortes em decorrência da doença. A quantidade de casos confirmados em 2021, inclusive, é superior ao montante registrado durante o ano 2020, quando o oeste paulista registrou 25.272 casos de Covid-19.
No dia 30 de dezembro de 2020, a região atingiu a marca de 25.272 casos confirmados, e, destes, 562 foram a óbito e 23.387 se recuperaram.
Ontem, quinta-feira, 30 de dezembro de 2021, os municípios informaram mais 127 casos de Covid-19 e duas mortes em decorrência da doença, sendo estas registradas em Indiana e Presidente Prudente. Desta forma, a região chegou a 113.850 casos, 3.115 mortes e 110.320 pessoas que venceram o vírus. 

Avanço dos casos

No dia 4 de abril de 2020, o Estado de São Paulo divulgava a primeira morte confirmada por Covid-19 na região de Presidente Prudente. Tratava-se de um homem de 64 anos que faleceu em Dracena. A doença já havia sido confirmada anteriormente pelo município, por meio de um laboratório particular, mas a confirmação por parte do Estado, oficialmente, ocorreu apenas no dia 4. A vítima tinha um histórico de viagem recente para outro Estado, e foi o primeiro paciente da cidade com confirmação do novo coronavírus, após o exame para detecção do vírus Sars-CoV-2.
De lá para cá, os números só cresceram, principalmente neste início de 2021, com a chegada da variante Gama, confirmada em Dracena no início do mês de março. No dia 26 daquele mesmo mês, a região de Presidente Prudente chegou a registrar 44 mortes em 24h por complicações da Covid-19.
Mas, mesmo com o avanço da pandemia e os inúmeros casos que foram a óbito na região, Sagres, uma pequena cidade de 2.430 habitantes, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), registrou a primeira morte causada pelo novo coronavírus após mais de um ano de pandemia. Até então, era o único município da região a não possuir óbitos em virtude da doença. 
De acordo com nota divulgada pela administração municipal à época, a vítima se tratava de um homem de 52 anos, sem doenças preexistentes, que foi diagnosticado com a doença no dia 28 de maio e internado na clínica médica da Santa Casa de Osvaldo Cruz no dia 4 de junho. Após seu quadro de saúde regredir, o paciente foi encaminhado à UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do mesmo hospital no dia 7 de julho, evoluindo a óbito no dia 16 do mesmo mês.
No dia 30 de setembro, após um ano e cinco meses da primeira confirmação de morte por Covid-19 no oeste paulista, a região chegou a 3 mil mortes em decorrência da doença. A confirmação da vítima de número 3 mil veio de Adamantina. Tratava-se de um homem, 81 anos, com histórico de comorbidade. O óbito, ocorrido em 17 de setembro, estava em investigação e foi confirmado como Covid-19, revelou o Executivo.
No dia 18 de outubro deste ano, a Prefeitura de Panorama comunicou uma morte em decorrência da Covid-19, que trouxe um alerta para toda população: a morte de crianças pelo vírus. O óbito, ocorrido no dia 30 de setembro no HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo de Presidente Prudente, diz respeito a uma criança de 6 meses. O caso estava em investigação.  

Esperança na vacina

Mesmo em meio ao caos da segunda onda da doença, a esperança de dias melhores também chegou à região. A cidade de Osvaldo Cruz foi a primeira a dar início à vacinação contra a Covid-19 no oeste paulista. Isso porque, depois de receber as doses encaminhadas pelo DRS (Departamento Regional de Saúde) de Marília, a Prefeitura deu início às 9h, do dia 20 de janeiro deste ano, à campanha de imunização. Naquele mesmo dia, a auxiliar de enfermagem da rede municipal de saúde, Odete Rosa de Souza, 61 anos, foi a primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 em Presidente Prudente. 
Meses depois, os dados do Vacinômetro, ferramenta digital desenvolvida pelo governo paulista em parceria com a Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), mostraram que todos os municípios já haviam vacinado acima de 45% da sua população geral até julho. 
Já setembro veio mais cheio de esperança. No dia 4 daquele mês, a 10ª RA ultrapassou a marca de 1 milhão de doses aplicadas contra a Covid-19. Tal avanço da imunização, somado à maestria de centenas de profissionais da linha de frente da Covid-19, fez com que a região não registrasse morte em decorrência do novo coronavírus nas últimas 24h do dia 16 de setembro. E, por incrível que pareça, esse cenário se repetiu no dia 23 do mesmo mês e em outros dias dos meses seguintes. 

CASOS DE COVID-19 NA REGIÃO DE PRUDENTE

MUNICÍPIO

Casos suspeitos

Casos confirmados

Mortes confirmadas

Curados

ADAMANTINA                                                                                                   

52

4.228

148

4.053

ALFREDO MARCONDES              

2

553

13

508

ÁLVARES MACHADO                  

130

2.360

83

2.277

ANHUMAS                                              

10

580

7

570

CAIABU                          

0

420

9

411

CAIUÁ                            

0

407

11

395

DRACENA                      

40

6.159

264

5.808

EMILIANÓPOLIS             

1

384

10

372

ESTRELA DO NORTE     

1

403

5

398

EUCLIDES DA CUNHA    

0

1.078

19

1.059

FLORA RICA              

0

156

8

147

FLÓRIDA PAULISTA                                                    

0

1.328

36

1.281

IEPÊ                         

13

1.134

28

1105

INDIANA                      

3

766

14

748

INÚBIA PAULISTA       

0

524

16

508

IRAPURU                  

0

687

40

647

JUNQUEIRÓPOLIS       

0

2.415

96

2.316

LUCÉLIA                 

0

2.152

60

2.028

MARABÁ PAULISTA    

3

284

3

276

MARIÁPOLIS             

3

335

10

316

MARTINÓPOLIS   

20

2.158

91

2.054

MIRANTE DO PARANAPANEMA  

0

1.397

45

1.351

MONTE CASTELO    

1

689

18

671

NANTES

7

281

6

275

NARANDIBA             

6

1011

21

988

NOVA GUATAPORANGA

0

225

5

220

OSVALDO CRUZ

3

4.630

119

4.485

OURO VERDE          

6

1.206

31

1.174

PACAEMBU            

0

1.679

39

1.626

PANORAMA                

16

2.094

62

2.030

PAULICEIA            

12

899

18

878

PIQUEROBI             

2

377

10

371

PIRAPOZINHO     

128

3.138

74

3.059

PRACINHA                 

1

174

2

171

PRESIDENTE BERNARDES 

6

1.672

50

1.620

PRESIDENTE EPITÁCIO     

64

3.731

123

3.535

PRESIDENTE PRUDENTE  

127

37.928

925

36.980

PRESIDENTE VENCESLAU 

15

4.002

117

3.877

RANCHARIA                 

0

4.464

104

4.348

REGENTE FEIJÓ

4

2.667

53

2.667

RIBEIRÃO DOS ÍNDIOS  

0

210

6

206

ROSANA                  

4

1.673

43

1.630

SAGRES                  

0

353

4

335

SALMOURÃO           

0

511

16

495

SANDOVALINA       

2

535

11

523

SANTA MERCEDES  

5

280

12

268

SANTO ANASTÁCIO

0

2.129

67

2.052

SANTO EXPEDITO   

1

220

2

219

SÃO JOÃO DO PAU D'ALHO  

0

217

2

215

TACIBA                   

8

1.066

26

1.040

TARABAI              

0

993

29

957

TEODORO SAMPAIO

3

3.130

49

3.078

TUPI PAULISTA     

4

1.758

55

1.699

TOTAL

703

113.850

3.115

110.320

 Fonte: Municípios

SAIBA MAIS

Morte pelo vírus influenza é 4 vezes maior que por Covid-19

Região registra mais 140 casos e uma morte por Covid-19

Covid-19: número de casos ativos aumenta 32,8% no último mês

Veja também