Região receberá seis novos postos de pedágio

Além disso, está previsto nos 30 anos de concessão da Eixo SP, a duplicação de três trechos de rodovias da região de Presidente Prudente, um total de 211 quilômetros

REGIÃO - MARCO VINICIUS ROPELLI

Data 04/06/2020
Horário 17:14
Weverson Nascimento - Entre 3 e 5 anos, serão duplicados 31 km da Homero Severo Lins Foto: Weverson Nascimento - Entre 3 e 5 anos, serão duplicados 31 km da Homero Severo Lins

Mesmo com a pandemia da Covid-19, o diretor-presidente da Concessionária Entrevias, responsável pelo consórcio Eixo-SP, Sergio Ray Santillan, afirma que tiveram condições de se organizar para iniciar os trabalhos no lote PiPa (Piracicaba-Panorama) já nesta quinta-feira, dispondo, em todo o trecho, de 32 bases de atendimento ao usuário, sendo sete na região de Presidente Prudente, além de 28 ambulâncias, quatro com UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), 23 veículos de inspeção, 14 guinchos leves, seis guinchos pesados, sete caminhões-boiadeiros e sete caminhões-pipa. Em contrapartida, a Eixo anunciou 16 novas praças de pedágio, seis no oeste paulista.

As cidades que receberão pedágio serão Lucélia, Pacaembu e Tupi Paulista, na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294); Martinópolis e Sagres, na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425); e Rancharia, na Rodovia Prefeito Homero Severo Lins (SP-284), com valor entre R$ 4,04 e R$ 6,04 (veja tabela).

O secretário de Logística e Transporte do Estado de São Paulo, João Octaviano Machado Neto, que participou e falou na live, na qual os representantes da concessionária apresentaram seu projeto aos prefeitos do trecho PiPa e imprensa, em relação aos pedágios, comentou: “Vão sentir na pele o que é brigar por conta do pedágio” e chamou tais discussões de “batalha campal”. “Vai continuar, ainda mais nesses tempos de pandemia”. Em contraponto, o secretário destaca que acreditam na boa gestão e competência que a empresa traz do setor privado.

João Octaviano destaca, em relação a isso, a concessão moderna, com ênfase ao projeto que pretende trazer inovações tarifárias. Além da redução da tarifa quilométrica em 23%, será implementado o DUF (Desconto de Usuário Frequente), descrito pela Eixo como “modelo inédito no Brasil, que irá beneficiar os motoristas que utilizam o trecho rodoviário com mais frequência, principalmente moradores de pequenas cidades que usam rodovias para acessar a rede de comércio e serviços de municípios vizinhos”.

Além da redução da tarifa quilométrica em 23%, será implementado o Desconto de Usuário Frequente

Os descontos, válidos para veículos de passeio, com passagem em pistas automáticas, pela mesma praça de pedágio e mesmo sentido de fluxo no mínimo duas vezes no mês, podem chegar a até 80%. O DUF terá início com a implantação e operação da primeira praça de pedágio da concessão.

Além disso, Sergio Santillan, afirma que os postos de pedágio serão como usinas fotovoltaicas e produzirão energia elétrica a partir dos raios do sol. Assim, serão autossuficientes energeticamente e o excedente, ele projeta, pode ser destinado a pontos de recarga de veículos elétricos, ação que pode baratear esta tecnologia e tornar o acesso a estes veículos sustentáveis mais simples.

Duplicações na região

Já estão previstas, também, duplicações em trechos das rodovias da região, inseridas na concessão, porém, algumas em longo prazo, dentro dos 30 anos em que a Eixo SP fará gestão do lote PiPa.

Em todo o lote, 357 quilômetros serão duplicados nos primeiros sete anos. Entra nessa soma a duplicação do trecho de 125 km da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, entre Panorama e Parapuã, que será realizada entre os anos três e sete da concessão. Já entre três e cinco anos, serão duplicados 31 km da Homero Severo Lins, entre Martinópolis e Rancharia. Em outro ciclo, este mais distante, serão duplicados 55 km da Assis Chateaubriand, entre Martinópolis e Parapuã, com início daqui a 19 anos. 

Arrecadação de impostos

A previsão é de que as 62 prefeituras dos municípios desse novo lote recebam cerca de R$ 2 bilhões em repasses de ISS (Imposto Sobre Serviço) ao longo da concessão, noticiou este diário na reportagem sobre a assinatura da concessão. Tanto o secretário estadual quanto o presidente do consórcio apontam os benefícios do valor. Sergio ressalta que, por vezes, esta arrecadação torna-se uma das principais fontes de renda ao município.

LOCALIZAÇÃO E VALORES DOS PEDÁGIOS NA REGIÃO

RODOVIA

KM

CIDADE

TARIFA PREVISTA

SP-294

581,7

Lucélia

R$ 5,43

SP-294

623,1

Pacaembu

R$ 6,04

SP-425

436

Martinópolis

R$ 4,93

SP-284

531,2

Rancharia

R$ 5,68

SP-425

400,1

Sagres

R$ 4,04

SP-294

670,8

Tupi-Paulista

R$ 4,63

Fonte: Eixo SP

SAIBA MAIS

Consórcio é homologado para concessão de lote rodoviário

Veja também