Salvaguarda as faculdade morais

ALINE MARTINS - Da Redação

COLUNA - DA REDAÇÃO

Data 04/08/2021
Horário 05:19

Amados, exorto-vos, como peregrinos e forasteiros que sois, a vos absterdes das paixões carnais, que fazem guerra contra a alma. 1 Pedro 2:11

Há uma alarmante vulgaridade na conversação dos dias atuais, o que demonstra o estado baixo dos pensamentos e da moral. A verdadeira dignidade de caráter é muito rara. Pouco se vê a verdadeira modéstia e reserva. Poucos são os puros e incorruptos. […] Deus olha com desprazer a essas coisas. […]

Pensamentos poluídos acariciados tornam-se hábito, e o coração é ferido e manchado. Pratique uma vez uma ação má e se formará uma mancha que nada poderá remover, senão o sangue de Cristo; e se o hábito não é abandonado com firme resolução, a pessoa se corrompe e as correntes que fluem dessa fonte corruptora corrompem outros.

Há pessoas que convidam a tentação; colocam-se em posições em que serão tentadas, em que não podem deixar de ser tentadas, quando se colocam em associações objetáveis. A melhor maneira de conservar-se isento de pecado é agir sempre em todas as circunstâncias com a devida reflexão; nunca agir ou proceder por impulso. Ajam tendo sempre presente o temor de Deus, e estarão seguros de agir retamente; e então deixem que Deus cuide de sua reputação. A calúnia não poderá então manchar uma partícula de seu caráter. Ninguém pode degradar nosso caráter senão nós mesmos, por nosso próprio procedimento. […]

A mente tem de ser conservada meditando em assuntos puros e santos. As sugestões impuras têm de ser despedidas imediatamente, entretendo-se pensamentos puros, elevados, santa contemplação, obtendo assim mais e mais conhecimento de Deus, pela educação da mente na contemplação de coisas celestiais. Deus tem meios simples à disposição de todo caso individual, suficientes para assegurar o grande objetivo: a salvação do homem.

Resolvam alcançar uma norma alta e santa; coloquem alto seu alvo; ajam com propósito sincero, como fez Daniel, firmemente, perseverantemente, e coisa alguma que o inimigo possa fazer impedirá seu aperfeiçoamento. A despeito de inconvenientes, mudanças, perplexidades, poderão progredir constantemente em vigor mental e poder moral (Carta 26d, 1887).

Ellen G. White, 9/7/1968

Veja também