Saúde e inclusão: ATIs com aparelhos adaptados a deficientes é um grande investimento!

-

Data 26/06/2021
Horário 04:15

Em tempos de pandemia, manter-se ativo faz bem para o corpo e para a mente. Além de ajudar a reduzir o estresse e a distrair, praticar exercícios físicos traz inúmeros benefícios à saúde. É capaz de melhorar a circulação sanguínea, ajuda a emagrecer, diminui o risco de doenças cardíacas, obesidade e diabetes, e fortalece o sistema imunológico. Mas as pessoas com necessidades especiais, principalmente os cadeirantes, infelizmente, nem sempre conseguem se exercitar. Falta espaço e também equipamentos adequados. 
Caso elas tentem usar os aparelhos convencionais das academias, o resultado obtido não é tão eficiente, além da falta de segurança durante cada exercício, que pode causar lesões e até ferimentos mais sérios.
Pensando nisso, a Prefeitura de Presidente Prudente publicou nesta semana, no Diário Oficial, a Lei 10.450/2021, que determina que as novas academias da terceira idade, conhecidas como ATIs, a serem instaladas em parques, praças e áreas de lazer públicas da cidade, deverão disponibilizar aparelhos adaptados para o uso de deficientes.
Os números de equipamentos que serão disponibilizados em cada uma ainda não foram definidos. O que se sabe, conforme o próprio autor da proposta, vereador Douglas Kato Pauluzi (PTB), relatou, é que a utilização de equipamentos adaptados (máquina de tríceps, máquina supino vertical, máquina remada sentada, máquina abdominal, maquina twist, jogo de barras paralelas, máquina giro de punho e bicicleta de mão) contribui de forma ímpar para a melhora da qualidade de vida das pessoas com deficiência, favorecendo a reabilitação física, postura, mobilidade e independência nas atividades da vida diária.
Além da questão física, há outro ponto importante: a inclusão social dos deficientes. Os equipamentos, que são adaptados às suas necessidades, fazem com que eles se sintam parte integrante da sociedade. Isso ajuda na autoestima e também na autoconfiança.
Que várias ATIs dessas possam surgir na cidade. Placas ao lado de cada um desses aparelhos, explicando como devem ser usados ou para que servem, são essenciais. Investir em academias ao ar livre, que possam ser usadas por deficientes, é uma ótima escolha e um bom exemplo a ser seguido. Agora sim, eles terão uma boa opção para cuidar da saúde e também da boa forma. 
 

Veja também