Sesi presta homenagem a 7 atletas olímpicos

Esportes - Jefferson Martins

Data 19/03/2016
Horário 10:41
 

O cenário é diferente. Ao invés de pista e pódio, foi no ponto mais alto do palco que sete atletas de Presidente Prudente e cidades próximas receberam ontem uma merecida homenagem, no Sesi (Serviço Social da Indústria) da Vila Furquim. No lugar das medalhas e troféus que se acostumaram a ganhar ao longo da carreira, o grupo foi presenteado com o livro "Atletas Olímpicos do Brasil", escrito pela autora Dra. Kátia Rúbio e publicado pela editora Sesi.

A obra traz o relato de 1.796 esportistas que, desde 1920, na primeira edição das Olimpíadas, realizada na Antuérpia (Bélgica), marcaram o nome na história. Entre eles, André Domingos, medalhista de bronze em Atlanta nos Estados Unidos, em 1996 e prata em Sidney na Austrália, em 2000, ambos com o revezamento 4x100 metros. "É um prazer imenso. Ao fim da carreira, tudo o que todo atleta sonha é ser lembrado. Não tem prêmio maior que este reconhecimento", fala o ex-velocista.

Outro de destaque é Eronildes Araújo, que fez história nas disputas dos 400 metros com barreiras e vestiu as cores verde e amarela, nos Jogos de Barcelona na Espanha (1992), Atlanta e Sidney. "Eu tenho muita satisfação, pois tudo o que consegui foi graças ao atletismo. Formei a minha família, e só tenho a dizer que não se pode desistir dos sonhos", completa.

Quem também vive em Prudente é Cleide Amaral, que defendeu o Brasil, em 1996. "Fico muito contente. Eu não tinha perspectiva e o esporte me trouxe uma nova vida. Além de ter sido atleta, consegui estudar e hoje sou professora de educação física", afirma.

 

A importância do estudo

Entre os ex-atletas estavam ainda Osmar Barbosa de Marília, que participou em três jogos: 1996, 2000 e 2004. E a maratonista Marlene Fortunato de Parapuã, que correu as Olímpiadas de 2004, em Atenas, na Grécia. Da nova geração, foram lembradas os velocistas Bruno Lins Tenório de Barros e José Carlos Moreira, Codó, que se prepararam para a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. "É um privilégio ser lembrado, entre os grandes nomes do esporte brasileiro", fala Bruno.

 

Mobilizando gerações

Representante do Sesi São Paulo, o especialista em qualidade de vida, Valter Pereira, fala sobre a importância de atletas de renome, que se transformam em exemplo, por conta da representatividade de que eles tem. "É um orgulho para nós, que vocês continuem motivando e mobilizando muita gente por aí", fala. "O Sesi tem um programa que conta com mais de 800 esportistas, e temos uma meta de levar para o Rio 2016, 68 atletas", completa. O evento contou ainda com uma apresentação de dança, com a temática olímpica.

Veja também