Show enaltece valor histórico dos negros na música brasileira

“Black Piano”, projeto de Débora Matsu (voz), Juninho Coelho (teclado) e Paulo Moreira (sax), poderá ser conferido hoje, às 19h30, no canal da Secretaria de Cultura de PP no YouTube

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 08/04/2021
Horário 08:00
Foto: Divulgação
Músicos esperam promover um debate sobre o racismo que, mesmo com o passar dos anos, ainda impera na sociedade
Músicos esperam promover um debate sobre o racismo que, mesmo com o passar dos anos, ainda impera na sociedade

Nesta quinta-feira, às 19h30, o público pode conferir, no canal da Secult (Secretaria Municipal de Cultura) de Presidente Prudente no Youtube o show “Black Piano”, projeto de Débora Matsu (voz), Juninho Coelho (teclado) e Paulo Moreira (sax), contemplado na Lei Aldir Blanc. No espetáculo, conforme explicam, são apresentados trabalhos de músicos afro-brasileiros e suas histórias, visando realçar a importância dos referenciais culturais da diáspora africana em nossa sociedade e seus reflexos na música. 
Nas palavras do produtor Paulo Moreira, a música popular brasileira é intimamente marcada por referenciais negros, de populações da diáspora africana no país, o que pode ser percebido em diversos gêneros musicais como o maxixe, o choro, o samba (em suas diversas vertentes), o axé, o maracatu, o soul brasileiro, entre outros. 

“COMPREENDER AS PRODUÇÕES BRASILEIRAS, SEM SOMBRA DE DÚVIDA, É PASSAR PELO RECONHECIMENTO, PELO ESTUDO E PELA DIFUSÃO DESSES ESTILOS. POR ISSO, FAZ TODO SENTIDO REALIZAR UM SHOW QUE CONTA A HISTÓRIA DOS NEGROS, QUE INTERPRETA CANTORES E COMPOSITORES NEGROS, E QUE É EXECUTADO POR ARTISTAS NEGROS LOCAIS”
Paulo Moreira

“Compreender as produções brasileiras, sem sombra de dúvida, é passar pelo reconhecimento, pelo estudo e pela difusão desses estilos. Por isso, faz todo sentido realizar um show que conta a história dos negros, que interpreta cantores e compositores negros, e que é executado por artistas negros locais”, ressalta.
A realização de um show com tais traços, segundo ele, “ajuda a combater o progressivo apagamento de nossas referências africanas e a promover um debate sobre o racismo que, mesmo com o passar dos anos, ainda impera em nossa sociedade”.

Momento de aprendizados

“Black Piano” - que contará com releituras de artistas consagrados da música brasileira, tais como: Pixinguinha, Cartola, Dona Ivone Lara, Elza Soares, entre outros - resulta de uma parceria sólida entre arte musical e conhecimento histórico. Desse modo, conta com a consultoria sociológica de Priscila Martins Medeiros. Ela é doutora em Sociologia e docente do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e do curso de Bacharelado em Ciências Sociais da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos). Suas palavras captam o espírito do projeto: 
"Vivemos a diáspora, respiramos ela. Somos ela. E por ser uma história de todos nós, temos que assumir o compromisso coletivo, político e educativo de apoio e reconhecimento desse patrimônio cultural". Com base nesses aspectos, ela conta que elaboraram uma proposta que não apenas significa um evento cultural, como também representa um momento de aprendizados sobre nós mesmos, nossas memórias e os aspectos formadores de nossa brasilidade. 
 

Box

Déborah Matsu

É cantora, compositora, professora de canto, preparadora vocal, arranjadora e regente de coro. Atua como professora de canto e preparadora vocal no Instituto de Música Sonora de Presidente Prudente, desde sua fundação, em 2014, e, atualmente, é CEO do referido instituto. 

Paulo Moreira 

É saxofonista. Começou a sua trajetória musical ainda na infância, aos 9 anos, estudando violão. Mais tarde ingressou em uma banda marcial, onde teve seu primeiro contato com instrumentos de sopro. Aos 18 anos e adquiriu seu primeiro sax, passando então a estudar como autodidata. Posteriormente fez diversas oficinas culturais e semestre no Conservatório Municipal em Tatuí (SP). É proprietário do grupo Som de Sax e atualmente possui três CD’s solos gravados.

Juninho Coelho

Antonio Aparecido Coelho é tecladista, compositor e produtor musical.
 

Veja também