Sorriso chegou! Após 2ª vitória  no UFC, atleta está de volta a Prudente

Lutadora foi recepcionada pela família, amigos, pelo prefeito Ed Thomas (PSB) e o secretário André Domingos; treinador fala sobre renovação do contrato 

Esportes - CAIO GERVAZONI

Data 26/10/2021
Horário 20:05
Foto: Cedida/Luciana Carnelossi
Sorriso e a equipe desembarcaram ontem no Aeroporto Estadual Adhemar de Barros
Sorriso e a equipe desembarcaram ontem no Aeroporto Estadual Adhemar de Barros

A lutadora prudentina Ariane “Sorriso” Carnelossi está de volta a Presidente Prudente. Pouco mais de uma semana após a vitória, por finalização no 3º round, na peleja contra a brasileira Istela Nunes pelo UFC Vegas 40 no dia 16, Sorriso e a equipe desembarcaram ontem no Aeroporto Estadual Adhemar de Barros. A atleta foi recepcionada pela família e amigos. O prefeito, Ed Thomas (PSB), e o secretário da Semepp (Secretaria Municipal de Esportes de Presidente Prudente), André Domingos, também estiveram no local. Após o desembarque, a lutadora e a família se encaminharam para o restaurante de comida japonesa, Banzai Sushi House, que patrocina a atleta. 
A mãe de Ariane, Luciana Carnelossi, relatou à reportagem do O Imparcial, que este momento do reencontro serve para matar as saudades e acolher a atleta. “Ontem [segunda-feira], ela chegando e a gente se abraçando... É um orgulho, né!? Porque a gente vê um sonho da pessoa sendo realizado. Agora é o momento de a gente só amar e acolher ela [sic]”, expressa Luciana. 
Para o treinador de Sorriso, Hugo Gonçalves, o retorno para Prudente foi cansativo, porém voltar com a vitória na bagagem “não tem cansaço que tire o sorriso do rosto”. De acordo com o técnico da atleta, pela primeira vez uma gestão da Prefeitura tem apoiado a equipe. “Fomos recebidos ontem [segunda] pelo prefeito e a gente não tem porque esconder, a gente não tem âmbito político nenhum, e a ajuda que a Prefeitura tem nos dado é bem grande para que possamos viajar com a equipe completa e sabemos a importância disso”, pontou. 
Feito o embate contra Istela Nunes, Sorriso irá para quarta e última luta do contrato inicial com o UFC. Conforme indica Hugo, após a vitória, no dia 16, a equipe de Sorriso espera a renovação da lutadora com a maior entidade do MMA (Mixed Martial Arts). “A gente acredita que o UFC vai oferecer a renovação para ela já. Até porque a Ariane é uma atleta agressiva, uma atleta no qual estilo de luta vende e faz o que o público quer. Não tem luta monótona com ela”. 
Sobre o estilo de luta de Ariane, Hugo explica que, neste primeiro contrato, é preciso dar uma segurada no rompante de ataque da lutadora para que os duelos não saiam dos trilhos do que foi planejado ao longo dos treinos. “A Sorriso vai para frente o tempo todo e a gente ainda segura um pouco este ímpeto de lutar para dar show, até porque estamos no primeiro contrato e não podemos deixar os ânimos aflorarem a estratégia”.    

A luta contra Istela Nunes

A luta contra Istela Nunes não foi analisada por completo pela equipe de Ariane Sorriso. É o que relata Hugo Gonçalves. “A gente chegou de viagem ontem [segunda-feira], assistiu, reassistiu [sic], mas acho que é uma coisa que tem que esperar e assistir com calma. O que vimos de ponto positivo é que a Sorriso fez o que era a estratégia. Acho que muita gente menosprezou a Istela por ela estar muito tempo parada, só que a gente sabe que estas pessoas que a menosprezaram não vivem da luta, não sabem como as coisas funcionam”. 
O técnico de Ariane reconhece o peso que é lutar no UFC e que a estratégia de luta da atleta no duelo contra a também brasileira Istela Nunes foi seguida à risca. “A Sorriso é totalmente estratégica. Ela é agressiva e não tem como a gente tirar isto dela. Só que ao mesmo tempo, ela viu qual que era o caminho mais fácil”, cita o Hugo, ao falar sobre a finalização por mata-leão aos 2 minutos e 57 segundos do terceiro e último round. 
Para a mãe de Ariane, Luciana, “existe a pressão, queira ou não queira, da Sorriso estar representando o nome de Prudente e do Brasil. Então, foi uma mistura muito grande de sentimentos. Da responsabilidade, por isso que citei, a expectativa de uma vitória e ela continuar seguindo o caminho do sonho dela”, cita a mãe, ao falar sobre o misto de emoções com a luta de Ane, como Sorriso é chamada pelos familiares. Luciana conta que só conseguiu assistir ao embate com calma no domingo, dia posterior ao confronto. 

Palavras de mãe: foco, força e fé

“Um dos momentos desse dia da luta eu estava no quarto da Ariane e me veio uma memória de uma conversa que tive com ela. Ela estava deitada e me disse: ‘Mãe, eu ainda vou chegar lá’. Isso há uns quatro anos, ela não tinha nada assinado com o UFC”, narra a mãe de Sorriso. “Eu respondi pra ela: ‘Filha, segue teu sonho e tenha foco, força e fé”, descreve Luciana, ao rememorar um momento que teve com a filha no mesmo quarto onde a mãe da atleta estava enquanto discorria a peleja entre Sorriso e Istela Nunes. 

Próxima luta

Conforme Hugo, a expectativa da equipe é que o próximo confronto de Sorriso seja entre janeiro e fevereiro do ano que vem, contra a norte-americana Felice Herrig. “A Herrig está na 14ª colocação do ranking e é uma atleta que não vem se apresentando muito. De 2018 pra cá, ela fez uma luta e tem uma derrota. Ela vem de uma cirurgia que a Sorriso já fez também, e a Ariane já fez outras duas cirurgias. Não sei porque a Herrig está no top 15 ainda. Então, nossa ideia seria enfrentá-la”, discorre o treinador de Sorriso, que reconhece que Ariane ainda é nova no evento e há outras atletas com um número maior de lutas no UFC, porém não possuem o cartel da prudentina no MMA. 
Com a vitória sobre Istela Nunes, Sorriso soma 14 vitórias e duas derrotas. No UFC, foram três lutas e duas vitórias até o momento. 

Cedida/Luciana Carnelossi

Após o desembarque, lutadora e a família se encaminharam para o Banzai Sushi House

Veja também