Tecnologia para melhorar o setor público

Foi preciso a chegada de uma pandemia para termos certeza de quanto podemos usar a tecnologia a nosso favor. Na prática, tivemos que nos reinventar para dar continuidade aos estudos e trabalhos, remotamente, de casa. Mas, se por um lado, temos a tecnologia se integrando às nossas rotinas, por outro, enfrentamos um grande desafio. 
Ao invés de madrugar na fila de um posto médico para simplesmente agendar uma consulta pelo SUS (Sistema Único de Saúde), você não preferiria fazer esse mesmo requerimento do conforto do seu lar, por meio de um aplicativo de smartphone? Se a lâmpada do poste da sua rua queima, hoje você tem que ligar no telefone 156 ou algum 0800 para pedir reparo e, muitas vezes, nem sempre esse atendimento é funcional. E acompanhar o andamento de seu filho na escola municipal? Se estas solicitações fossem feitas por um aplicativo, não seria mais eficiente?
Exemplos simples do dia a dia da grande maioria de munícipes autoexplicam a necessidade da informatização para otimizar serviços da administração pública. E, indo mais além, desburocratizar a abertura e fechamento de empresas, por exemplo, pois grande parte dos desafios está relacionada às burocracias e barreiras impostas pela organização dos órgãos públicos. 

Municípios que não investirem em sistemas tecnológicos vão ficar para trás

Há de se reconhecer que os serviços públicos são oferecidos de maneira retrógrada à população. Já estamos no futuro! Municípios que não investirem em sistemas tecnológicos vão ficar para trás. Especialistas reforçam que a tecnologia da informação não pode mais ser vista apenas como suporte para equipamentos ou auxílio para servidores, mas sim, um núcleo para dar suporte a projetos e viabilizar soluções para problemas comuns da população e setores administrativos. A inteligência artificial já existe e deve ser usada em prol da sociedade.
Atendimentos presenciais e por telefone podem e devem continuar, mas, ao mesmo tempo, temos que nos atentar para a chamada Sociedade 5.0. Isso quer dizer, a tecnologia em serviço do bem-estar de toda população, trazendo mudanças para diversos setores, como infraestrutura, saúde, educação e economia. Afinal, tecnologia é investimento!
Você ainda vai perder tempo pra ouvir propostas administrativas que não entendam isso?


 

Veja também