Tem alguém errado na Internet

Roberto Mancuzo

CRÔNICA - Roberto Mancuzo

Data 22/06/2021
Horário 06:45

A pandemia nos enfiou de vez no mundo perdido do beleléu que são as redes sociais e ao contrário de ficarmos mais sabidos, bem relacionados e eruditos, o negócio tem tomado outro rumo.
O mundo era muito mais tranquilo quando não ouvíamos tanta gente, nem víamos tanta bobagem, não, é? E é dose porque por mais que você tente, ainda assim, é sempre atingido por alguma imagem, vídeo ou comentário idiota que vai provocar muitas reações, físicas e psicológicas. 
O resultado disso é que tenho feito exercícios de paciência tipo Telesena, quase que de hora em hora, para não sair por aí atacando as baforadas que leio nas timelines. É muita tranqueira junta, muita gente doida. Não que eu não seja meio doido também, mas tranqueira e mal-intencionado eu não sou e aí que está o rolo.
Quem não é da turminha do mal sofre demais na internet. E nem adianta dizer que não irá olhar e que tem que deixar para lá. Falar é fácil, deixar de postar é que são elas. 
Lembrei de um caso que uma amiga contou que já era tarde da noite e o marido não largava do computador. Ela perguntou se ele não iria dormir e a resposta foi: “Não posso! Tem alguém errado na Internet e eu preciso responder”. Bem isso, né? Se a gente deixar, ficaremos igualzinho a este cara porque sempre haverá algum louco para contestar. 
Daí, também para resolver a parada, eu decidi exercitar um lado mais contemplativo. 
Sou jornalista e se tem uma competência que desenvolvi em 26 anos de carreira esta se chama “observação”. 
Adoro observar, analisar, verificar, sentir, cheirar, tocar. 
Antes de qualquer coisa, minha primeira atitude sempre é: Observar!
Isso já me salvou inclusive de uma série de problemas, que somente os intempestivos saberiam dizer o contrário. 
Na cozinha, quem não observa, queima a língua muito rápido ou come cru, como dizem os mais sabidos. Na escola, quem não observa, perde a chance de aprender ou de conhecer o primeiro grande amor. No trabalho, quem não observa, sempre tem pela frente os piores serviços e as piores companhias. Na política, quem não observa coloca no poder gente da menor qualidade.
E nas redes sociais? Bem, nas redes sociais, quem não observa bem antes de escrever ou agir, não só dá bom dia a cavalo como também pode documentar para sempre valores morais pobres, escorregões éticos e até mesmo aquilo que a pessoa é de fato, mas que não seria bom que soubessem. E depois não adianta ficar apagando post por aí ou pedindo desculpas porque entendeu errado, foi intempestiva ou tinha deixado de tomar o remédio aquele dia. Seu nome já rodou e limpar esta sujeira é quase impossível. 
Portanto, respire fundo. Sei não está fácil pedir isso de novo, mas respire e observe. No mínimo irá dormir mais tranquilo, mesmo que haja alguém de fato errado na internet. 

Veja também