UEPP – União das Entidades em Prol ea Sociedade Civil

Criada há nove anos defendeu temas como a reativação da ferrovia regional; busca de melhores condições de aeronavegabilidade, segurança e capacidade operacional ao Aeroporto Estadual “Adhemar de Barros” de Presidente Prudente e a Receita Federal

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 04/10/2020
Horário 05:45
Alberto Barbosa, presidente fundador da UEPP Alberto Barbosa, presidente fundador da UEPP Imagem: Alberto Barbosa, presidente fundador da UEPP

Em 2011, um tema muito discutido em Presidente Prudente era a proposta de elevação do número de cadeiras da Câmara Municipal, passando de 13 para 19. Foi quando um grupo com representantes da sociedade civil que já se reunia para discutir assuntos regionais, se formalizou e, assim, surgiu a UEPP (União das Entidades de Presidente Prudente e Região). Com sensibilização na Câmara e participação da comunidade, o Projeto de Lei foi revertido, mantendo-se as atuais 13 cadeiras.

Conforme o presidente-fundador, o médico Alberto Antonio Barbosa, sem quaisquer preferências político-partidárias e interesses econômicos para com seus filiados e simpatizantes, a UEPP é composta por membros de associações, ONG’s (organizações não-governamentais), entidades de classe, sindicatos e representantes da comunidade. 

O atual presidente (gestão 2020) Marcelo Fritschy, explica que os propósitos não são contrários às ações dos Poderes Legislativo e Executivo. “O intuito é construir a inserção participativa e fiscalizadora da sociedade nos problemas que tanto afligem Presidente Prudente e região em relação ao desenvolvimento”, explica Fritschy.

Na gestão do fisioterapeuta Luís Kuhn Minuci, em 2017, a UEPP foi inserida no Codepp (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Presidente Prudente). Por meio das câmaras técnicas, o Codepp cria a prospecção de projetos para que cada setor se desenvolva, abrangendo assuntos comunitários. “São ações efetivas de desenvolvimento em conjunto com a sociedade civil organizada, para que a cidade fortaleça e tenha força diante de quem governa. Não queremos governar, queremos auxiliar e pensar para as próximas gerações”, ressalta Minuci.

Incentivar o eleitor quanto seu papel social nas urnas

Desde 2012, a cada ano eleitoral, a entidade desenvolve a campanha Vote Consciente, cujo intuito é incentivar o eleitor a efetivar seu papel social nas urnas, sobretudo, saber analisar os candidatos de acordo com o pleito vigente, seja aos cargos de prefeito, vice, vereadores, deputados e senadores. “A cada dois anos, disseminamos a importância de eleger candidatos da região para aumentar a representatividade política nas cadeiras da Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados”, destaca o presidente da gestão 2016, Sergio Itio Turuta. Agora, em 2020, a entidade ingressa na quinta edição da campanha, sendo a terceira municipal.

Há nove anos, completados em novembro próximo, a entidade levantou diversos temas, e buscou por meio de reuniões e ações em conjunto com a sociedade civil organizada, a luta e ideias para a reativação da ferrovia regional; busca de melhores condições de aeronavegabilidade, segurança e capacidade operacional ao Aeroporto Estadual “Adhemar de Barros” de Presidente Prudente e à Receita Federal.

De acordo com Marcelo Fristchy, suas ações fomentam tanto para área urbana quanto rural, buscando alternativas para defesa de ideais de forma atuante e transparente. “Por meio de palestras e debates, a UEPP discute temas, como o agronegócio, com base na aptidão da agricultura e agroindústria e no apelo ecológico”, informa. Além dessas, há pautas que fomentam a regularização fundiária, estímulo e definitiva pacificação da questão fundiária no Pontal do Paranapanema, e a concessão de recursos financeiros federais, dentre outras.

 

É dever do poder público informar a população

Outro ponto é a cobrança para transparência nas contas públicas, sobretudo, na esfera municipal e legislativa. “É dever do poder público informar a população sobre o dinheiro gasto, com informações de fácil compreensão no que tange a receitas e despesas, licitações, obras e atividades paralisadas”, destaca Marcelo Fritschy.

A UEPP também é um mecanismo unificado, que tem por base, incentivar a sociedade a buscar soluções para problemas inerentes ao cotidiano da comunidade, não apenas como forma de representação estática, mas como importante meio de comunicação e interação. “Essa união fomenta a busca por melhorias, respostas, meios para promover crescimento e investimento tecnológico, empresarial e sustentável. Cada uma das entidades presentes neste grupo apresenta ideias que fortalecem a busca pelo bem comum”, comenta Minuci. 

A expectativa da entidade para os próximos anos é continuar fortalecendo e consolidar sua identidade em prol do desenvolvimento regional e ouvir as demandas da sociedade civil para que a UEPP entenda e contribua.

 

SERVIÇO

Canais de contato da entidade

Site: www.uepp.org.br

Facebook: UEPP oficial

Instagram: ueppoficial

 

Diretoria 2020: Marcelo Fritschy (presidente), Itamar Alves Jr. (vice), Flávio Fernandes (secretário), Gabriel Coquemala (tesoureiro), Rodrigo Romão (tesoureiro adjunto), José Maurício Lemes Jr. (diretor de comunicação), Émerson Longhi (diretor de comunicação adjunto), Carlos Renato Mungo (conselho fiscal), João Menezes (conselho fiscal) e Osimar Sanches (conselho fiscal)

 

O integrante Rodrigo Romão entrega ofício para o governador João Doria, em sua visita a Prudente neste ano

 

Marcelo Fritschy (presidente 2020)

 

 

 

 

Veja também