Universidade recebe selo de responsabilidade social pelo 17º ano

Certificação da ABMES é conquista reiterada diante dos vários serviços prestados em prol da qualidade de vida

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 16/11/2021
Horário 07:15
Foto: Homéro Ferreira
Uma das várias ações da Unoeste: prevenção à saúde
Uma das várias ações da Unoeste: prevenção à saúde

A ABMES (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior) concedeu recentemente à Unoeste (Universidade do Oeste Paulista) o selo de certificação de Instituição Socialmente Responsável, o que ocorre pelo 17º ano seguido. Sua validade é anual, sendo que o atual vencerá em outubro do ano que vem. Em carta enviada à Proext (Pró-reitoria de Extensão e Ação Comunitária), o diretor presidente Celso Niskier autoriza a utilização do selo para as mais diferentes formas de divulgações. Para o pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão, Dr. Adilson Eduardo Guelfi, essa conquista reiterada é muito significativa para a Unoeste.
A certificação 2021/2022 decorre da avaliação de amplo relatório enviado pela Proext à 17ª Campanha da Reponsabilidade Social do Ensino Superior Particular, consubstanciado em 23 páginas com as ações e depoimentos dos envolvidos, conforme a coordenadora de ações extensivas gerais, professora Cidinha Martines. Com o envolvimento de 249 professores, 212 alunos (número restrito por causa da pandemia do coronavírus) e 20 técnicos de diferentes cursos foram prestados mais 18 mil atendimentos às comunidades no entorno regional dos campi da Unoeste.

Compromisso social

"A conquista reiterada desde 2005 do Selo de Instituição Socialmente Responsável, entregue pela ABMES, representa para a Unoeste o permanente compromisso com o meio ambiente, com o bem-estar e com a qualidade de vida de sua comunidade alcançada. Isso mostra o valor e a transformação inestimável que a Unoeste proporciona no ambiente externo”, afirma o Dr. Adilson, que agradece especialmente à Reitoria e à mantenedora Apec (Associação Prudentina de Educação e Cultura), pelas quais respondem, respectivamente, Ana Cristina de Oliveira Lima (reitora) e Dr. Augusto César de Oliveira Lima (diretor geral), por sempre apoiarem a realização das ações de responsabilidade social e cidadania da Unoeste. 
Mesmo com as restrições impostas pela Covid-19 e seguindo rígidos protocolos de biossegurança, a universidade manteve ações tais como as de prevenção e cuidados à saúde; de apoio educacional ao desenvolvimento escolar; de proteção ao meio ambiente; de capacitação de servidores públicos municipais; de formação continuada de professores; e de proteção e cuidados animais. Dentre os parceiros, estiveram e continuam prefeituras, programa estadual de convivência escolar, entidades beneficentes, associações de apoio a portadores de doenças crônicas; clubes de serviços; diferentes segmentos empresariais e de associação de classista.

Importância e diferencial

Os prefeitos Ed Thomas (PSB) e Alair Batista (PV), respectivamente de Presidente Prudente e de Taciba, afirmam que a contribuição da Unoeste com várias ações tem sido o diferencial para as suas cidades. Para o dirigente regional de ensino em Mirante do Paranapanema, professor Enio Magro, o Programa Educa Pontal, mantido em parceria com a Unoeste, tem sido imprescindível para o desenvolvimento do ensino público na região do Pontal do Paranapanema. O presidente da Acipp (Associação Comercial e Empresarial de Presidente Prudente), Ricardo Anderson Ribeiro, considera a expertise da Unoeste como de extrema importância em diferentes ações comunitárias. 
Depoimentos de professores e de estudantes universitários evidenciam o fato de transformar em prática o aprendizado dos conteúdos teóricos, o que é classificado por eles como momentos de muita riqueza para reafirmar o que foi visto em sala de aula ou nos laboratórios. Destacam ainda a oferta de formação humanizada e de promoção da cidadania. As atuações dos estudantes ocorrem com orientações e acompanhamento dos professores, sendo que em determinados casos, mediante constatações de problemas sérios, as pessoas atendidas são encaminhadas para atendimentos especializados, como ocorre, por exemplo, na área de saúde.

Veja também