Vale a pena estudar no segundo semestre?

OPINIÃO - Ellen Santini

Data 19/06/2020
Horário 04:54

Não é novidade que estamos vivenciando um momento atípico. Aliás, não apenas no Brasil, mas a crise de saúde e econômica trazida pelo novo coronavírus é uma realidade global.

O fechamento do comércio, uma medida para intensificar o isolamento social, é uma arma poderosa para evitar o aumento do contágio pelo vírus, mas negativa para o comércio, que perde vendas e sustentabilidade, dia após dia.

Diante dessa atual realidade, vale uma reflexão: “Diante da crise, vale a pena começar uma faculdade no segundo semestre de 2020?”

A verdade é que mesmo em meio a essa ‘turbulência’, consideramos que os estudos são parte de uma atividade extremamente essencial. Vamos aos fatos.

Antes mesmo da Covid-19, o ensino superior já fazia a diferença na conquista de espaços privilegiados no mercado, imaginem agora, já que a seletividade é a palavra chave no atual cenário. O fato é que o estudo garante a diferenciação, mesmo em tempos difíceis. Mas, por que começar a estudar agora, no segundo semestre de 2020?

Você aproveitará o tempo de quarentena em casa, para investir em conhecimento. Se você já concluiu o ensino médio, não precisará aguardar até o início do próximo ano para ingressar. Em outras palavras, ingressando no próximo semestre, você vai adiantar sua formação em até seis meses.

Mesmo em meio a essa ‘turbulência’, consideramos que os estudos são parte de uma atividade extremamente essencial

Já pensou que neste período adiantado você poderá já estar trabalhando, ganhando seu próprio salário, conquistando objetivos profissionais e financeiros, ao invés de estar ainda finalizando a faculdade?

Sim, é hora de pensar fora da caixa. Ver oportunidades diante das adversidades. Investir em você. Diferenciar-se é garantir colher, em breve, bons frutos.

Pesquise sobre cursos de graduação, áreas de atuação, escolha uma instituição de ensino superior com bons resultados no MEC (Ministério da Educação) e também reconhecida como referência em qualidade pelo mercado. E claro, bom estudo!

 

 

 

Veja também