Viver é melhor que sonhar – Belchior

Persio Isaac

CRÔNICA - Persio Isaac

Data 06/12/2020
Horário 07:00

Um jovem morreu de overdose, uma idosa foi atropelada, um mototaxista ficou tetraplégico, o exame deu que o tumor é maligno. Todos os dias essas coisas acontecem, mas continuamos achando que essas coisas jamais acontecerão conosco. A doença vitimou um pai, um carro atravessou o sinal fechado, um mendigo pede esmola nas ruas, alguém dorme num banco de um parque. Todos os dias sabemos, vemos ou  ouvimos relatos dessa cruel realidade. 
Continuamos a nossa rotina dos covardes do afeto: trabalho, almoço, trabalho, janta, televisão, dormir. Quando alguém morre tão jovem, dizemos: Deus no comando. Deus sabe o que faz. Que tragédia! Morreu tão cedo! E lá vamos nós de novo em busca de um lugar no futuro com os mesmos planos. A vida é um caos e um amontoado de coincidências. Podemos estar aqui hoje e amanhã não mais. A única coisa que realmente nos pertence é o tempo. O que fazemos com cada tempo que temos? 
Achamos que a tragédia acontece e ela está fora da nossa limitada compreensão. Tragédia é não viver em família, trocar o carinho ou um sorriso de seus filhos por uma conversa no WhatsApp, não valorizar uma amizade, não perceber que sentir, falar, olhar, tocar são os verdadeiros milagres que temos. Passar uma vida em branco. Amanhã vou ser feliz, hoje não. A vida vai sempre ficando para o futuro. Vamos vivendo das aparências. Consumindo o que não precisamos. Amanhã eu falo que eu a amo, sempre o amanhã fugindo do hoje. A morte não é uma tragédia, tragédia são as pessoas que não viveram.


 

Veja também