Zonas eleitorais iniciam preparação de urnas eletrônicas

Ato teve início ontem e deve encerrar com simulação do voto no dia 24; conforme cartórios, ação representa credibilidade das eleições

Eleições - GABRIEL BUOSI

Data 17/10/2018
Horário 04:57
Arquivo - Simulação de voto que ocorreu no primeiro turno deve ser repetida no dia 24
Arquivo - Simulação de voto que ocorreu no primeiro turno deve ser repetida no dia 24

Teve início ontem, após os resultados do primeiro turno, a preparação das urnas eletrônicas para a segunda fase do pleito eleitoral, prevista para ocorrer em 28 de outubro. Em ambas as zonas eleitorais de Presidente Prudente, a 101ª e a 402ª, a cerimônia de geração de mídias, preparação e lacração de urnas eletrônicas marca o ato antes do momento em que os equipamentos serão distribuídos às suas seções, além de representar a confiabilidade do processo. “Essa é a preparação para a inserção dos dados de cada candidato que foi para o segundo turno dentro dos dispositivos. Esse trabalho inicial é feito por meio de sistemas, para, em seguida, dar continuidade ao processo de abastecimento”, afirma a analista judiciária, Fernanda Martins Silva Oliveira, da 402ª ZE. Em ambas as zonas eleitorais, a simulação do voto está prevista para o dia 24, às 14h, em uma cerimônia pública.

Segundo o chefe de cartório da 101ª Zona Eleitoral, Fabiano de Lima Segalla, os dois primeiros dias de atividades contam com a oficialização do sistema, quando, em seguida, serão realizadas as formatações de mídias e o download de informações dos candidatos. “Faremos, ainda, a troca do compartimento de mídia de resultado, já que vamos retirar o lacre do primeiro turno e inserir a mídia para o segundo turno. Desta forma, devemos relacrar o compartimento. Até lá, estamos baixando as mídias para o segundo turno”, esclarece.

A mesma cerimônia de geração de mídia, carga e lacração também já teve início na 402ª Zona Eleitoral, já que, segundo Fernanda, as equipes da unidade seguem hoje buscando as mídias que serão inseridas nas respectivas urnas. “Esse trabalho é realizado por meio de um sistema de computador, e as informações baixadas, por exemplo, são as fotos e dados dos candidatos que devem constar na hora do voto. A partir de quinta-feira, possivelmente, vamos dar início às cargas das urnas, quando essas informações são abastecidas nas unidades”.

Para os representantes de ambas as zonas, a cerimônia é essencial, visto que marca a possibilidade de ocorrer uma auditoria do procedimento, bem como marca a credibilidade ao processo eleitoral. Em ambas está previsto para a semana que vem o ato de simulação de voto, às 14h. Na ocasião, autoridades estarão presentes para garantir a lisura do processo, como a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), juízes, MPE (Ministério Público Estadual) e membros de partido. A cerimônia será pública.

Veja também