Rancharia registra segunda menor temperatura do Estado

Instituto Nacional de Meteorologia aponta o relevo da cidade como uma das causas para a baixa temperatura durante o outono

REGIÃO - GABRIEL BUOSI

Data 26/05/2020
Horário 20:25
Freepik - Baixas temperaturas perduram nos próximos dias Foto: Freepik - Baixas temperaturas perduram nos próximos dias

Para uma região como a do oeste paulista, conhecida especialmente pelas altas temperaturas, fica difícil acreditar que os termômetros podem chegar perto da casa de zero grau, especialmente se a estação do ano não for o inverno. No entanto, acredite: em pleno outono, Rancharia, hoje, registrou 3,2ºC (graus célsius) e ficou com a segunda menor temperatura do Estado, ficando atrás apenas de Campos do Jordão, que chegou a registrar 2,3ºC.

As informações são do meteorologista do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), Franco Nadal Junqueira Villela, que apresenta o relevo como uma das causas para a baixa temperatura. “A topografia/relevo desempenha papel fundamental na heterogeneidade da distribuição espacial de temperaturas mínimas”. Ele revela ainda que a estação de Presidente Prudente – que monitora as condições climáticas - está a 432 metros acima do nível médio do mar, sendo que em Rancharia ela está a 399 metros, em uma área considerada como “baixada”.

“Dessa forma, como o ar mais é mais denso, ele escoa para áreas de baixada, ou vales, o que também favorece a inversão térmica com a altitude - temperaturas mais frias junto ao solo - e mais quentes em topos de morros”, aponta o especialista.

Para os próximos dias, o Instituto Nacional de Meteorologia ainda prevê climas mais amenos, e que farão com que as pessoas tirem as roupas de frio do guarda-roupa, mas diz que até o fim de semana devem aumentar ligeiramente as temperaturas na região de Presidente Prudente.

Publicidade
eixosp

Veja também