José Reis - Órgãos de saúde reforçam importância da imunização contra o sarampo

Foto: José Reis - Órgãos de saúde reforçam importância da imunização contra o sarampo

IMUNIZAÇÃO

Região confirma 2 novos casos de sarampo

Em Venceslau, uma menina de 4 anos foi diagnosticada com a doença, ao passo que uma de 8 anos também foi, em Mariápolis

  • 22/08/2019 04:59
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

Dois casos de sarampo foram registrados em dois municípios da região de Presidente Prudente, ontem. Na primeira situação, uma menina de 4 anos foi diagnosticada com a doença em Presidente Venceslau. Já em Mariápolis, a ocorrência foi com uma criança de 8 anos, também do sexo feminino. Desta forma, já são três incidências da patologia no entorno, uma vez que Venceslau já havia identificado outra garota, de 3 anos, como noticiado por este diário. Ao passo das confirmações, a capital da oeste paulista, Presidente Prudente, agora registra 10 casos suspeitos.

Em Venceslau, diante da situação, a Secretaria Municipal de Saúde informa que foram feitos bloqueios vacinais nas creches em que as crianças frequentam, bem como com os familiares e pessoas que tiveram contato. Respectivamente, os casos ocorreram no Bairro Vicentina e no Residencial Faive. “Na ESF [Estratégia de Saúde da Família] Vicentina foi realizado bloqueio vacinal no bairro de 5 a 10 de julho, com uma média de 2 mil doses aplicadas. No residencial da Faive, o bloqueio vacinal será realizado no sábado”, completa a pasta.

Em Mariápolis, por sua vez, a enfermeira da VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal), Elaine Donini Belloni, destaca que não havia incidência da doença no local há pelo menos 13 anos, que é o período que ela está à frente. E assim como em Venceslau, o bloqueio vacinal foi feito com as pessoas que tiveram contato com a criança, antes mesmo da confirmação, quando ainda era um caso suspeito.

Em ambos os locais, as municipalidades têm alertado e orientado a população a procurar os postos de saúde para se imunizar.

Prudente

A VEM de Prudente confirmou ontem mais três casos suspeitos de sarampo na cidade. Agora somam 10 possíveis ocorrências da doença e, de acordo com a pasta, todos eles ainda aguardam resultados no IAL (Instituto Adolfo Lutz), na capital paulista. O sexo e idade dos novos suspeitos não foram informados.

A Vigilância Epidemiológica também informa que ainda não recebeu o comunicado oficial do Estado a respeito do início Campanha de Vacinação contra o Sarampo, que contemplará bebês de seis meses a 11 meses e 29 dias.

Imunização tríplice viral

Atualmente, em Prudente, conforme a VEM, a rotina de vacinação do sarampo está da seguinte forma: a primeira dose da vacina tríplice viral (sarampo-rubéola-caxumba) é dada aos 12 meses de vida. Já a segunda dose, aos 15 meses. No caso das pessoas com até 29 anos de idade, a recomendação é de duas doses. Já as pessoas a partir dos 30 anos e até os 59 anos de idade (nascidos a partir 1960), a recomendação é de apenas uma dose, ou seja, aqueles que já tomaram uma dose na infância estão imunizados.