Adoração fortalece união entre as famílias

EDITORIAL - DA REDAÇÃO

Data 05/04/2020
Horário 04:48

Os veículos de comunicação estão bombardeados de notícias sobre a expansão do novo coronavírus no Brasil e no mundo. Chega um momento em que a cabeça parece que vai pirar de tanta informação pesada nos meios digitais. Mas não há como fugir, esta é a realidade a qual estamos vivendo: tensão e medo. Diante deste cenário, trabalhos foram paralisados, e houve a necessidade de repensar em novas formas de continuar com as atividades. A exemplo das igrejas, que utilizam os meios de comunicação para manterem-se próximas aos fiéis num período sombrio vivenciado pela sociedade.

Mesmo com os prédios fechados, os mestres religiosos continuam próximos aos adoradores – dentro de casas, por meio de celebrações transmitidas na televisão e internet. A medida adotada lembra os velhos tempos, quando a família se reunia ao redor do velho rádio para ouvir as palavras de conforto, que, aliás, nunca é demais. Acompanhar as celebrações dentro de casa possibilita a maior aproximação entre membros da família, algo que hoje vem se perdendo devido às turbulências da vida, conflitos que podem ser resolvidos.

Mas não basta apenas ouvir os sermões do dia e não os colocar em prática – algo que é muito comum dentro das igrejas. Durante esse período de quarentena, é importante atentar-se nas mudanças internas que farão a diferença no viver em sociedade, a exemplo de pensar mais no próximo, julgar menos e amar mais. A princípio parece ser fácil praticar o bem... mas não é! Isso demanda esforço, fé e dedicação. O contato mais próximo com a família permitirá uma reflexão sobre como seguir os ensinamentos oferecidos pela religião que trarão aquela paz interior que poucos sentem ou já sentiram.

Apegar-se a um Deus possibilita a proximidade com o “eu interior”, oportunidade que deverá ser aproveitada para mentalizar pensamentos positivos em relação aos conflitos atuais do mundo. E isso deve começar dentro de casa, próximo daqueles que ama, com mudanças em pequenos gestos que farão a diferença lá na frente.

Veja também