Amparo às famílias carentes é crucial diante da pandemia

EDITORIAL -

Data 22/04/2020
Horário 04:02

Na segunda-feira, a Prefeitura de Presidente Prudente iniciou a entrega de 1,5 mil cestas básicas às famílias que têm crianças matriculadas na rede municipal de ensino e que se encontram em situação de vulnerabilidade social. A ação segue até sexta-feira, quando deve ser concluída em todos os bairros da cidade. A administração municipal informou ainda que, nos próximos dias, também ocorrerá a entrega de kits contendo frutas e verduras para estas mesmas famílias. Para isso, está havendo uma negociação com os agricultores para definir quais produtos poderiam ser fornecidos para que sejam repassados a esses munícipes.

Já ontem, a Prefeitura publicou o Decreto 30.825, que trata sobre a redução de 10% do salário de todos os servidores comissionados, os subsídios dos agentes políticos (como secretários) e a gratificação do assessoramento dos funcionários efetivos. A previsão é que a medida gere uma economia de aproximadamente R$ 130 mil por mês, sendo que todo o recurso gerado será destinado às secretarias de Assistência Social e Educação para atender as famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade, por meio do fornecimento de cestas básicas ou outras ações destinadas a esse público.

O que se vê em escala global, e também no município, é que há rearranjos sendo feitos com o objetivo de amparar as pessoas menos favorecidas nesse período de pandemia do novo coronavírus e, com isso, garantir que estes cidadãos tenham suas vidas e dignidades preservadas. Por conta da necessidade de estabelecer o distanciamento social, a fim de evitar a proliferação da Covid-19, muitas famílias estão sem condições de trabalhar e com os recursos escassos, o que compromete inclusive o acesso ao alimento básico.

É muito importante que, nesse contexto, as administrações municipais continuem planejando formas e meios de reduzir gastos e redirecioná-los temporariamente para o atendimento da população que depende das ações sociais para continuar subsistindo e pondo comida na mesa. De fato, é inegável que a pandemia do novo coronavírus deixará sequelas significativas na economia global, mas também nos ensinará que, diante de uma grande adversidade como esta, todo empenho é possível quando o assunto é solidariedade.

Veja também