Chocolatarias buscam alternativas para aquecer vendas

Há poucas semanas da Páscoa, o cenário requer adaptações, como entrega em domicílio e necessidade de agendamento

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 31/03/2020
Horário 08:19
 Cedida - Cacau Show atende clientes mediante agendamento e também faz entregas em domicílio Foto: Cedida - Cacau Show atende clientes mediante agendamento e também faz entregas em domicílio

Faltando poucas semanas para a Páscoa, celebrada no dia 12 de abril, o impacto nas vendas de produtos derivados do chocolate tem preocupado alguns estabelecimentos especializados, em Presidente Prudente. Mesmo com os estoques completos, a procura está baixa devido às medidas adotadas para a não propagação do novo coronavírus, o Covid-19. Alguns comerciantes, inclusive, estimam uma queda de 50% nas vendas, se comparado com o mesmo período do ano passado. O cenário, por sua vez, requer adaptações, como disponibilidade de serviços de delivery e atendimento dos clientes mediante agendamento.

­Na Cacau Show do Parque Shopping Prudente, a proprietária Letícia Monique Ramos Bispo destaca que o momento se trata do “pior cenário do ano”, visto que a data sazonal é considerada a mais esperada para o setor. “Recebemos o estoque de Páscoa na primeira semana de janeiro, mas já estimamos uma queda de 50% nas vendas se comparado com o ano passado”.

CENÁRIO DE

ADAPTAÇÕES

Como uma forma de saída da situação, a unidade da Cacau Show adotou a venda de produtos mediante agendamento e o atendimento delivery, conforme determina o Decreto Municipal 30.747, o qual mantém o funcionamento do comércio em geral, varejista e atacadista, incluindo bares, restaurantes e demais estabelecimentos de gêneros alimentícios, exclusivamente para a plataforma.

Na Companhia do Brigadeiro, o atendimento de balcão está suspenso, mas, para superar as expectativas, a medida adotada no momento também foi a venda agendada de produtos e a disponibilidade de serviços com entrega em domicílio. Por lá, o proprietário Douglas Lopes destaca que a queda nas vendas já é de 70% se comparada com o mês anterior. No entanto, explica que a esperança é que aumente a procura nos dias que antecedem a Páscoa, a qual considera como o pico de vendas - isso porque seus produtos são tidos como gourmet e há recomendações para retirada.

Segundo a proprietária da unidade da Kopenhagen, Kalind Nunes Lima, o momento é de baixa procura, mesmo no serviço delivery, mas que unem esforços através do catálogo online e da entrega agendada sem custo, para que o as vendas cresçam. No entanto, espera que próximo da celebração a procura pelo serviço de entrega domiciliar aumente. Hoje, para atender a expectativa, a loja também oferta 30% de desconto em toda linha Páscoa e realiza atendimento através de agendamento.

Publicidade
eixosp

Veja também