Corpus Christi deve ser celebrado com missas on-line

Município anunciou o cancelamento da 53ª edição do evento, que ocorreria no dia 11 de junho, diante dos reflexos da pandemia da Covid-19

VARIEDADES - WEVERSON NASCIMENTO

Data 13/05/2020
Horário 04:15
 Arquivo: Cidade é detentora de uma das maiores festas do estado de São Paulo Foto:  Arquivo: Cidade é detentora de uma das maiores festas do estado de São Paulo

Depois do cancelamento da festa de Santo Expedito no município que leva o nome do santo, a tradicional festividade de Corpus Christi, em Piquerobi, também sofreu os reflexos da pandemia do Covid-19. O município anunciou, ontem, o cancelamento da 53ª edição do evento que ocorreria no dia 11 de junho. Movidos pela tradição, a cidade atualmente é detentora de uma das maiores festas do estado de São Paulo, e se tornou um evento aguardado por milhares de católicos todos os anos.

A decisão, segundo a prefeitura, foi devido à pandemia do novo coronavírus. “Há alguns meses iniciamos os preparativos da tão sonhada festa e pelos 53 anos de tradição, mas diante deste quadro a qual estamos vivendo, tivemos que cancelar o evento. Precisamos ser obedientes ao que a OMS (Organização Mundial de Saúde) nos orienta”. A cidade com população estimada de 3,5 mil munícipes, segundo o último censo demográfico do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), possui três casos confirmados do Covid-19, conforme o último balanço divulgado pela Vigilância Epidemiológica Municipal no dia 8 de maio.

A reportagem entrou em contato com o Executivo municipal para repercutir os possíveis impactos na economia local, visto que a cidade atrai milhares de fiéis todos os anos, mas diante do horário reduzido de expediente não obteve um posicionamento até o fechamento desta edição.

 

TRADIÇÃO NO

MUNICÍPIO

A história de Corpus Christi é uma das mais antigas do catolicismo em todo mundo. Em Piquerobi, essa tradição começou no ano de 1967 com a confecção de tapete a partir do desejo e trabalho dos jovens daquela época, e que perdura até os dias atuais. Atualmente, a exuberância dos ornamentos coloridos pelas ruas do município, chama atenção de fiéis de toda a região. Como é de costume após a celebração, o bispo diocesano de Presidente Prudente, dom Benedito Gonçalves dos Santos, saia em procissão com o Santíssimo Sacramento pelas ruas da cidade e na chegada a bênção final. O encerramento era marcado sempre por uma grandiosa queima de fogos que encantava os olhos dos adeptos.

Segundo o padre da paróquia São Miguel Arcanjo, José Alves Neto, a igreja adotará outras formas de celebração que serão definidas após uma reunião com o bispo. O novo cronograma incluirá missa com transmissão online e será divulgado em breve pela paróquia.

 

 

Publicidade
eixosp

Veja também