Investigação da Polícia Civil resulta na apreensão de munições

Delegacia de Pirapozinho prendeu homem apontado como autor de um disparo de arma de fogo ocorrido em abril, na zona rural

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 04/06/2020
Horário 14:46
Polícia Civil - Dupla foi apresentada na Delegacia de Pirapozinho Foto: Polícia Civil - Dupla foi apresentada na Delegacia de Pirapozinho

A Delegacia de Polícia Civil em Pirapozinho apreendeu seis munições durante o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão decorrentes de disparo de arma e estelionato. O flagrante ocorreu no começo da manhã de hoje, em um imóvel na Rua Castro Alves, Vila Marques.

O endereço é da residência de um homem de 33 anos, apontado como autor de um disparo de arma de fogo ocorrido em abril, na área rural do município. O acusado também tem passagem por porte de arma.

Na casa dele, os policiais questionaram se havia algo de ilícito, em especial, arma de fogo. Em um primeiro momento, conforme a Polícia Civil, o homem negou. Porém, durante as buscas informou à equipe que havia munições escondidas embaixo do tapete da sala.

A afirmação foi confirmada ao serem localizadas seis cápsulas intactas de calibre 38.

De acordo com a polícia, o investigado não deu mais informações sobre a origem das munições, mas, relatou que eram para o ex-cunhado que as teria encomendado no Estado do Mato Grosso. Segundo ele, as balas seriam para recarregar o revólver do parceiro.

Polícia encontra fotos de

investigado portando arma

Na residência do ex-cunhado, na Rua José Bonifácio, os policiais foram recebidos por ele. O homem, 26 anos, tem passagem por tráfico de drogas.

Ele negou que as munições encontradas na casa do primeiro abordado seriam de sua propriedade. Contudo, após terem acesso ao aparelho celular com a devida autorização, foram localizadas imagens nas quais ele aparece na posse de arma de fogo.

Questionado sobre os registros, manteve-se em silêncio. Buscas foram feitas na residência, mas a arma não foi encontrada durante o cumprimento do mandado.

Mais tarde, a equipe de investigação encontrou o armamento, que estava com a numeração suprimida.

Após o término das buscas, a dupla foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil e permanece à disposição da Justiça.

SAIBA MAIS:

Publicidade
eixosp

Veja também