Operação das polícias Civil e Militar combate o tráfico em Pirapozinho

Equipes cumpriram mandados de busca e apreensão na manhã de hoje, que resultaram na prisão de um rapaz de 18 anos, pego em flagrante com maconha e crack

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 20/05/2020
Horário 12:10
Polícia Civil - Cão de faro Thor encontrou a droga durante varredura em área de mata Foto: Polícia Civil - Cão de faro Thor encontrou a droga durante varredura em área de mata

Uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar resultou na prisão de um rapaz de 18 anos por tráfico de drogas em Pirapozinho. A detenção ocorreu na manhã de hoje, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência do investigado.

De acordo com o boletim de ocorrência, policiais se deslocaram ao endereço na Rua João Gomes Mendes, Jardim Santa Rosa. No local eles foram recebidos pelo acusado que franqueou a entrada da equipe.

Os policiais fizeram buscas pela casa, mas não encontraram nada de ilícito. Porém, como havia denúncias de tráfico envolvendo o rapaz, foi solicitado apoio do Canil do Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) para fazer outra varredura.

O animal percorreu o interior da casa e também uma área de mata aos fundos da residência. Foi então que o cão de faro Thor indicou um possível local onde haveria droga. Debaixo de uma árvore, sob um pedaço de azulejo, os policiais desenterraram uma sacola plástica.

Dentro dela havia uma substância suspeita, identificada como maconha. A droga estava dividida entre parte de um tijolo e uma porção menor envolta em saco plástico, além de uma pedra de crack.

O rapaz de 18 anos negou as denúncias sobre tráfico e não quis declarar sobre as drogas apreendidas, segundo informado pela polícia.

BUSCAS EM OUTROS

ENDEREÇOS

Os endereços alvos da operação são de pessoas identificadas após a localização de um celular furtado, o que permitiu a investigação.

Durante a ação, ainda na mesma rua, os policiais estiveram na residência ao lado, onde foram recebidos por um rapaz de 24 anos. Na residência dele não havia nada de ilícito, mas, assim como o vizinho, contra ele também há denúncias sobre tráfico.

Diante disso, teve o aparelho celular apreendido para posterior análise e investigação.

Ainda em cumprimento aos mandados, a polícia esteve em outra residência. Não havia materiais relacionados ao tráfico, porém, o acusado foi autuado em R$ 4 mil por manter dois papagaios em cativeiro. Em um deles foram constatados maus-tratos.

O auto de infração ambiental foi lavrado pela Polícia Militar Ambiental, que entregou as aves para a Associação Protetora dos Animais Silvestres, de Assis (SP).

Veja também