Polícia ouve novas testemunhas sobre homicídio em Prudente

Cadáver de um homem foi encontrado no sábado com as pernas e mãos amarradas, envolto em cobertores e saco plástico

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Data 30/03/2020
Horário 12:08
Reprodução/Facebook - Corpo foi encontrado em área de matagal Foto: Reprodução/Facebook - Corpo foi encontrado em área de matagal

Na manhã de hoje, novas testemunhas prestaram depoimento na DIG (Delegacia de Investigações Gerais) sobre a morte de um rapaz de 32 anos que teve o corpo abandonado em um matagal, às margens do Balneário da Amizade em Presidente Prudente. O cadáver foi localizado no sábado com as pernas e mãos amarradas, envolto em cobertores e saco plástico.

De acordo com o setor de investigação da delegacia especializada, as oitivas começaram no final de semana a fim de identificar as circunstâncias do crime. Ainda durante a manhã de hoje, policiais civis fizeram trabalho de campo em busca de outras provas que possam levar à participação de um homem de 20 anos, que está detido desde sábado.

Conforme a Polícia Civil, tanto a vítima quanto o investigado residem em Prudente e possuem antecedentes criminais – dentre os quais, tráfico de drogas. A suspeita é de que o indivíduo tenha sido morto a golpes de faca. Porém, segundo o delegado Claudinei Alves, é cedo para afirmar, o que dependerá da análise do IML (Instituto Médico Legal).  Segundo o boletim de ocorrência, a vítima tinha ferimentos no pescoço e rosto.

O delegado também não descarta a participação de outras pessoas no crime, devido à complexidade. Também é investigado se o homicídio ocorreu realmente no Balneário da Amizade ou se o corpo foi levado até lá. Diante disso, a Polícia Científica trabalha no laudo pericial conforme os vestígios colhidos no local.

PRISÃO POR

TRÁFICO

O investigado foi preso no sábado, durante patrulhamento do Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) pelo Jardim Humberto Salvador. De acordo com a corporação, a equipe avistou um casal em uma motocicleta, e os dois ocupantes, ao verem os policiais, desceram da moto e correram para uma residência.

No decorrer da abordagem, o indivíduo informou que em sua casa havia porções de maconha. No imóvel, localizado no Jardim Morada do Sol, a companheira do rapaz confirmou que havia escondido a droga em um matagal próximo.

Ambos foram presos e encaminhados à Central de Flagrantes da Polícia Civil.  A corporação não informou como o homem preso foi ligado ao homicídio, mas segue nas investigações do caso. 

Veja também