"Retoma Pontal"

OPINIÃO - Mauro Bragato

Data 19/10/2021
Horário 04:30

Após esse período obscuro decorrente da pandemia do novo coronavírus, o Estado de São Paulo emite sinais da volta à normalidade. O avanço da vacinação no território paulista é o responsável pela queda nas internações nos hospitais e dos casos graves da infecção pela Covid-19. 
Além dos aspectos sanitários, a pandemia deixou uma grande sequela na economia dos municípios paulistas, principalmente no interior. Agora é o momento de planejar a recuperação econômica e o desenvolvimento social. 
Nesse sentido, o Estado de São Paulo larga na frente mais uma vez, ao lançar o RetomaSP, programa estadual de oferta de serviços de qualificação, investimentos, emprego e renda para toda a população. 
É uma das maiores ofertas de políticas e serviços já realizada pelo governo de São Paulo. O Estado vive um momento importante de retomada de atividades e o intuito é prestar auxílio a todos os prejudicados pela pandemia. 
A região do oeste paulista não foi deixada de lado com a realização do programa em Presidente Prudente. Foram oferecidos serviços pelo Poupatempo (serviços digitais), Banco do Povo, Empreenda Rápido (incluindo Empreenda Mulher), Cursos Novotec e Via Rápida, Bolsa do Povo (incluindo Bolsa Trabalho, Bolsa Empreendedor, SP Acolhe e Vale Gás), Serviços Jucesp, Serviços Sebrae-SP, Serviços Técnicos FDE, Imesc e encaminhamento profissional para PCDs, Crédito no DesenvolveSP, Orientação e ofertas InvestSP e apoio às universidades Unesp e Univesp.
As ações do programa incluem um extenso pacote de políticas e serviços público em um cenário de retomada de atividades econômicas. O objetivo é garantir apoio do setor público e organizações privadas a profissionais prejudicados pelos graves impactos da pandemia.
A ação se une ao programa Pontal 2030, de desenvolvimento do Pontal do Paranapanema, apoiado por mim e apresentado pelo governo do Estado que reúne intervenções estatais destinadas a prover as infraestruturas e serviços de apoio ao desenvolvimento de cadeias produtivas, assim como ações de desenvolvimento humano para garantir um planejamento de melhoria dos indicadores municipais para a segunda região com o menor IDH do Estado.
A nossa região é estratégica para o desenvolvimento estadual, pois além de contar com uma estrutura industrial voltada para a agroindústria, está diretamente ligada à produção de açúcar e biocombustível, destacando-se pelas atividades pecuárias, como o abate bovino e seus derivados, situando a região como uma das maiores exportadoras nacional do produto. A presença de aglomerados produtivos nos setores de confecções e vestuários, couro e calçados e móveis são outros destaques da economia local.
Não podemos deixar de mencionar o investimento que o governo do Estado está fazendo na nossa região por meio do programa Pró-São Paulo, que é um pacote de obras vitais para a ampliação da infraestrutura do Estado e que vai auxiliar também na retomada do crescimento econômico, oferta de emprego e geração de renda, além da melhoria dos serviços prestados à população.
Outra frente de atuação é a de concessões e parcerias público-privadas, que estão enxugando a máquina pública paulista, melhorando a prestação de serviços ao cidadão em várias áreas e criando mais de 15 mil empregos.
Hoje, São Paulo é um exemplo de eficiência. Nunca foi investido tanto para salvar a vida e o bolso das famílias paulistas. São Paulo é a capital da vacina. São Paulo é o Brasil que dá certo!
 

Veja também