Ação conjunta prende homem que agrediu mulher na porta do banheiro de restaurante

Crime ocorreu no mês passado, em Teodoro Sampaio, e desde então, indivíduo de 29 anos estava foragido; prisão ocorreu quando ele retornou para a casa

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 21/09/2021
Horário 08:38
Foto: Facebook/Teodoro Notícias
Prisão ocorreu na noite de ontem, no distrito de Planalto do Sul
Prisão ocorreu na noite de ontem, no distrito de Planalto do Sul

Na noite de ontem, uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar resultou na prisão de um homem de 29 anos acusado de agredir uma mulher na porta do banheiro de um restaurante em Teodoro Sampaio, no dia 7 de agosto. O indivíduo havia sido identificado, mas estava foragido.

Segundo o delegado de Polícia Civil, Raul Gomes Oliveira da Costa, o Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) recebeu denúncia anônima de que o acusado havia retornado ao distrito de Planalto do Sul para pegar alguns pertences, e que na madrugada de hoje retornaria à Paranavaí (PR).

“Sendo assim, a Polícia Militar imediatamente informou a Polícia Civil e nós fomos em conjunto até Planalto do Sul, cercamos a casa dele e de fato ele estava lá e se entregou”, afirma o delegado. “Nesse momento, ele já está em Presidente Venceslau porque estava com mandado de prisão em aberto pela regressão de regime ao crime anterior que ele cometeu”. 

De acordo com a Polícia Civil, o indivíduo tem passagem criminal por violência doméstica, que vitimou a esposa em novembro do ano passado. Segundo o delegado de polícia titular, Edmar Rogério Caparroz, o homem também tem diversas passagens por furto. Inclusive, conforme verificado pela autoridade, o acusado cumpriu pena por furto e saiu do sistema prisional em abril do ano passado, em progressão de regime aberto.

Douglas Rodrigues, advogado da vítima, afirma que a prisão representa a sensação de “segurança e concretização da justiça”.

“Mostra que a iniciativa dela serviu para um propósito maior e incentivará outras mulheres a ‘saírem do escuro’. [Devido à repercussão] fez muitas amizades nesse momento difícil e conheceu pessoas como eu que permaneci ao lado dela durante todo este trajeto, e nos momentos mais difíceis, e muitas mulheres que abraçaram essa causa”.


Reprodução/Instagram 

Noite da agressão

Conforme noticiado por O Imparcial, Amanda Barbosa de Lima, 23 anos, relatou que na noite de sábado estava no restaurante com o namorado e dois casais de amigos. Ao término do jantar, o companheiro e um colega saíram para pagar a conta, sendo que ela e duas amigas foram ao banheiro.

Como o banheiro feminino estava interditado devido a um entupimento, as mulheres tiveram que usar sanitário masculino. O desentendimento teria ocorrido no momento em que a jovem segurava a porta para uma amiga.

“O cara tentou entrar, e a Amanda pediu para que esperasse porque a amiga dela estava despida. Ele simplesmente começou a dizer que era ex-presidiário, que não sabia com quem ela tava falando. Ela pediu mais uma vez para que se retirasse e esperasse porque o banheiro feminino estava interditado, não estava funcionando, tinha entupido. Foi então que desferiu um soco contra o rosto dela e iniciou uma sequência de golpes, chutes e socos na costela”, relata o advogado.

A vítima lembra que “foi tudo muito rápido”, porém, foi acolhida pela equipe do restaurante. O fato foi registrado como lesão corporal com a agravante do parágrafo 13 do artigo 129, em razão do sexo feminino, em decorrência do gênero.

SAIBA MAIS

Mulher é agredida por homem na porta do banheiro de restaurante

Vítima de agressão em restaurante diz estar ‘assustada’ e com ‘medo’

Homem acusado de agressão em restaurante é considerado foragido

Agressão em restaurante: vítima se recupera, mas suspeito segue foragido

Veja também