Carim faz 1ª Feijoada no sistema drive thru

Ação, em prol dos assistidos, ocorre no sábado, com retirada na sede da entidade ou entrega das 11h às 14h

VARIEDADES - OSLAINE SILVA

Data 09/06/2020
Horário 06:09
Oslaine Silva - Convites para saborear o típico prato brasileiro custam R$ 50 Foto: Oslaine Silva - Convites para saborear o típico prato brasileiro custam R$ 50

O momento pede urgência nas ações em atendimento à vida humana. E o Carim (Associação de Apoio ao Paciente Renal Crônico e Transplantado), que assiste aproximadamente 500 pacientes e seus familiares em Presidente Prudente, se reinventando para continuar os atendendo durante a pandemia, realiza no sábado, sua 1ª Feijoada no sistema drive thru. O valor do convite que está sendo vendido pelos voluntários é de R$ 50. A retirada será na sede da própria entidade ou entregue, com taxa de entrega, de acordo com a localização.

O saboroso prato tipicamente brasileiro será composto por 1 k (quilo) de feijoada, arroz, farofa, couve refogada, vinagrete, torresminho e laranja, que pode ser degustado por até três pessoas.

Mais do que número, o Carim - atuante há 16 anos - busca devolver a dignidade do paciente renal crônico, que em casos mais graves, perde até mesmo a família.

Como publicado anteriormente em outra edição de O Imparcial, embora conte com uma base de recurso, o Carim enfrenta os mesmos desafios de toda entidade ao longo do ano. E realiza várias ações, mas neste período, quando a batalha contra o coronavírus se faz em várias frentes, sendo uma delas os atendimentos emergenciais, as contribuições, sobretudo financeiras, são muito importantes para mantê-la durante a quarentena.

SERVIÇO

Os convites podem ser adquiridos pelo telefone (18) 3917-3684 ou ainda com os voluntários que estão divulgando por meio de aplicativo de mensagem. A retirada será na sede da própria entidade, que fica na Othmar Bohac, 41, Jardim Esplanada (próximo a Praça das Cerejeiras – em frente ao Colégio Anglo), das 11h às 14h.

NÚMEROS
DE JANEIRO A ABRIL

200
Foi a média de atendimentos médicos e profissionais que a entidade realizou

200
Cestas básica
s foram distribuídas aos atendidos e seus familiares

200
Foi a média de transporte social de pacientes para hemodiálise de segunda a sábado em três turnos

20
Exames
foram disponibilizados a quem precisou de ajuda

Box1

Curiosidade
O drive thru foi inventado em 1931 pelo norte-americano Royce Hailey, quando o seu chefe disse: “as pessoas com carro são tão preguiçosas que não querem sair de dentro dele nem para comer”. Uma frase crucial para despertar a ideia em Hailey de possibilitar aos clientes da lanchonete onde trabalhava, comprar os alimentos sem terem que sair do automóvel. Uma invenção que fez bastante sucesso e foi adotada por grandes redes de lanchonetes em todo o mundo. A expressão drive-in é usada com o mesmo objetivo. Em tempos de pandemia, uma opção para quem precisa continuar o trabalho. Já viralizou nas redes: chá fraldas, feiras livres, campanhas sociais, entre outras atividades.

 

 

 

Veja também