Censo Escolar registra 285,7 mil matrículas em 2015

PRUDENTE - Victor Rodrigues

Data 20/01/2016
Horário 05:20
 

Os 53 municípios que compõem a região de Presidente Prudente, classificada como 10ª RA (Região Administrava) do Estado de São Paulo, mais Quatá, onde O Imparcial circula regularmente, 285.722 pessoas foram matriculadas em instituições de ensino, tanto nas escolas estaduais como municipais, em 2015. Os dados foram divulgados pelo Censo Escolar, elaborado pelo MEC (Ministério da Educação). Os resultados se referem à matrícula inicial na creche, pré-escola, ensino fundamental e ensino médio, no ensino regular e na EJA (Educação de Jovens e Adultos) presencial fundamental e médio (incluindo a EJA integrada à educação profissional) das redes estaduais e municipais, urbanas e rurais em tempo parcial e integral e o total de matrículas nessas redes de ensino. As matrículas da educação especial, que são minoria, também estão inseridas no montante.

O Censo Escolar é um levantamento de dados estatísticos educacionais de âmbito nacional realizado todos os anos e coordenado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Segundo o relatório, a maioria dos estudantes foi matriculada no ensino fundamental ciclo 1, do 1º ao 5º anos, com mais de 60.636 alunos; seguida pelo ciclo 2, do 6º ao 9º anos, com 60.416 estudantes. O ensino médio tinha no ano passado pouco mais de 55.158 alunos.

De acordo com o MEC, o levantamento é feito com a colaboração das secretarias estaduais e municipais de Educação e com a participação de todas as escolas públicas e privadas do país (veja gráfico). "Trata-se do principal instrumento de coleta de informações da educação básica, que abrange as suas diferentes etapas e modalidades: ensino regular, educação especial, EJA e educação profissional, cursos técnicos e cursos de formação inicial continuada ou qualificação profissional", explica.

O Censo Escolar coleta dados sobre estabelecimentos de ensino, turmas, alunos, profissionais escolares em sala de aula, movimento e rendimento escolar. "Essas informações são utilizadas para traçar um panorama nacional da educação básica e servem de referência para a formulação de políticas públicas e execução de programas na área, incluindo os de transferência de recursos públicos como alimentação e transporte escolar, distribuição de livros, implantação de bibliotecas, instalação de energia elétrica, e Fundeb ", esclarece.

 

Estado

De acordo com a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, a Diretoria Regional de Ensino de Presidente Prudente, responsável pela gestão escolar em 11 municípios da região, tem trabalhado para que o atendimento aos alunos da rede estadual seja melhorado constantemente. Para isso, inaugurou nos últimos dois anos duas novas escolas, totalizando 46 escolas estaduais.

Em todo o Estado houve uma diminuição no número de matriculados. Acompanhando a tendência, a região de Prudente perdeu 10% dos alunos nos últimos dois anos, 2.425 alunos em números absolutos. "Em estudo da Fundação Seade , entre 1998 e 2015, a rede estadual de ensino perdeu 2 milhões de matrículas. Atualmente, a taxa de evasão da região é de cerca de 5%, abaixo da média nacional que é de 9,3%", expõe.

A Seduc (Secretaria Municipal de Educação) foi procurada na tarde de ontem pela reportagem para tratar do assunto na rede municipal, mas não encontrou a titular da pasta, Ondina Barboa Gerbasi.

 

Veja também